Enquanto nos preparávamos para ser nômades digitais, lemos dezenas de livros. Uns nos ajudaram muito, outros nem tanto.

Nessa lista, organizei nove deles que foram marcantes em nossa trajetória.

Boas leituras!

livros
Foto: Unsplash.

Trabalhe 4 Horas por Semana, Tim Ferriss

Se você quer trabalhar de forma remota, de casa ou de qualquer lugar do mundo, este é o primeiro livro que deveria ler. Devo dizer que este livro foi essencial para nós (eu e Matheus) como nômades digitais. 

Trabalhe 4 horas por Semana mudou a forma como nós encaramos nossos trabalhos e rotina. Os exemplos práticos de Tim Ferris te fazem perceber que é possível trabalhar, ganhar um bom dinheiro e ainda ter uma vida.

Depois da leitura deste livro, nossa vida ganhou um novo significado e percebemos que não deveríamos esperar a aposentadoria para finalmente poder viajar e aproveitar o que conquistamos com tanto trabalho.

Remote, Jason Fried e David Heinemeier Hansson (em inglês)

Remote, que infelizmente ainda não possui tradução para o português, é um daqueles livros que te mostra os dois lados da moeda do trabalho remoto.

O trabalho remoto, que é uma das grandes tendências mundiais de trabalho, é abordado com clareza nesta obra que discute os principais aspectos do trabalho remoto, entre vantagens e desvantagens.

Este é um livro transformador que, depois de ler, vai mudar a forma como você vê seu trabalho e toda a sua vida corporativa, além de te mostrar que o trabalho remoto não é um bicho de sete cabeças como muitos pensam. Vale a leitura!

A Arte de Viajar, Alain de Botton

A Arte de Viajar vem para preencher um vazio entre os livros de viagem convencionais. Em vez de falar sobre destinos e dicas de viagem, ele aborda questões mais profundas sobre o tema.

De leitura leve, a narrativa mescla experiências pessoais do autor e de outros viajantes.

Alain Botton inspira viajantes mostrando que nossa visão pessoal e experiências moldam a forma como vivemos uma viagem, trazendo reflexões pertinentes para todos aqueles que adoram – ou querem – viajar.

Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, Dale Carnegie

Este é um livro que qualquer pessoa deveria ler. O título parece um pouco agressivo, mas lembre-se: influenciar não é manipular.

Em Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, clássico da literatura de negócios, Dale Carnegie nos mostra, em uma leitura fácil e dinâmica, como podemos melhorar – ou criar – relacionamentos com colegas de trabalho, clientes ou qualquer pessoa em nossa vida.

Através de exemplos claros, práticos e divertidos, ele nos ensina o poder que há nos relacionamentos interpessoais e na forma como os conduzimos. 

É um daqueles livros essenciais para você que precisa fechar mais negócios ou expandir sua rede de contatos (algo que é essencial para trabalhadores remotos e freelancers).

Roube Como um Artista, Austin Kleon

Mesmo que não trabalhe diretamente com criatividade, Roube Como um Artista é um livro essencial. 

Eu, durante muitos anos, mesmo sendo fotógrafa e escritora, não acreditava que era criativa. Até que eu percebi, através deste livro, que todos são criativos, alguns de nós apenas aprendem a ignorar o fato.

Ser criativo vai muito além de fazer arte. Um advogado, um caixa de supermercado, um engenheiro e um físico podem se beneficiar igualmente de serem criativos.

Grande parte de ser freelancer é ser criativo. Como assim? Quando se é freelancer, quanto mais criativo for para diversificar sua renda, divulgar seu trabalho, fazer trabalhos incríveis e oferecer uma experiência maravilhosa para o seu cliente, mais trabalhos você conseguirá.

Portanto, destrua este bloqueio criativo e comece a ler Roube Como um Artista! Tenho certeza que não vai se arrepender.

O Poder do Hábito, Charles Duhigg

O Poder do Hábito é um clássico sobre desenvolvimento pessoal e que vai te ajudar, e muito, a melhorar sua rotina pessoal e de trabalho.

Charles Duhigg nos traz reflexões pertinentes sobre como nossos hábitos – bons e maus – influenciam nossas vidas de maneira inconsciente através de excelentes exemplos.

Outro ponto interessante é que a partir desta explicação e de nos mostrar (com embasamento científico) como funcionam nossos hábitos, Duhigg nos introduz a novas possibilidades e nos mostra o caminho para a mudança de hábitos para criar uma rotina mais fácil e produtiva.

É um daqueles livros que, com certeza, irá mudar sua vida.

Girl Boss, Sophia Amoruso

Ok, Sophia Amoruso, fundadora da Nasty Gal, não é exatamente uma nômade digital. Porém, ela criou do zero um império milionário na área da moda através da internet. Ou seja, suas lições podem ser aplicáveis dentro do nosso universo.

Confesso que eu estava preparada para clichês baratos. Coisas como “corra atrás dos seus sonhos e etc“. No entanto, em Girl Boss Sophia dá detalhes incríveis sobre como seu negócio evoluiu do absoluto zero até se tornar um império fashionista. Ela se utilizou do marketing digital e de conteúdo muito antes de se falar sobre isso — e diretamente do finado MySpace!

A Bíblia da Consultoria, Alan Weiss

Muitos dos nômades digitais que conhecemos trabalham como consultores em suas áreas de atuação.

Em A Bíblia da Consultoria, Alan Weiss mostra métodos e técnicas para montar e expandir um negócio de consultoria. Embora eu não atue diretamente como consultora, tive vários insights para a minha carreira como freelancer.

Neste livro, que não é chamado de “bíblia” à toa, você vai aprender desde como gerir seu negócio autônomo até questões mais técnicas e importantíssimas como a elaboração de orçamentos.

Hit Makers, Derek Thompson

Mesmo que você não trabalhe diretamente com produção de conteúdo, deveria ler esse livro.

Hit Makers é uma investigação sobre conteúdos que se tornam virais. Apesar de não existir uma fórmula para que isso aconteça, Derek Thompson nos mostra que há, pelo menos, uma lógica – ele também nos mostra como o comportamento humano é previsível.

O Matheus já mostrou por aqui como conseguir trabalhos remotos e “freelas” através do LinkedIn. Uma das principais estratégias dele é justamente produzir conteúdos por lá – 100% dos clientes dele são prospectados no LinkedIn. Quem sabe você não se inspira e tenta viralizar algum conteúdo na maior rede profissional do mundo?


E aí, curtiu as dicas? Tem mais alguma pra compartilhar? Deixe um comentário aqui nos contando!

Se quiser salvar este post para ler depois, salve a imagem abaixo no seu painel do Pinterest! Aproveite e siga nosso perfil por lá clicando aqui!

livros

Uma fotógrafa que ama fotografar (claro!), viajar, comer, beber, fazer compras, viajar, ler, usar roupas bonitas, ver o pôr do sol, viajar, descobrir coisas novas, decorar a casa, passar horas na Netflix, viajar e conversar sobre todos estes assuntos.