Nômades digitais brasileiros: 9 pessoas que você precisa conhecer

nomades digitais brasileiros imagem 1

Você já deve ter escutado falar em nômades digitais brasileiros que vivem pelo mundo com a mochila nas costas, trabalhando de vários cantos. É um conceito relativamente novo, mas que vem ganhando cada vez mais interessados.

Em um mundo em que várias profissões exigem apenas um computador e uma conexão com a internet para serem executadas, muitas pessoas preferem seguir um estilo de vida não convencional. E ao longo dos últimos anos, o número de nômades digitais só tem aumentado

Se você tem interesse em saber mais sobre o nomadismo digital, é importante acompanhar a rotina de pessoas que já vivem dessa forma há um tempo. Assim, fica mais fácil entender os prós e contras dessa escolha. Confira a nossa lista com os principais nomes!

O que é um nômade digital?

Um nômade digital é uma pessoa sem residência fixa, que trabalha online enquanto viaja pelo mundo e, portanto, só necessita de um computador e uma boa conexão com a internet. É um profissional que não precisa estar presente em um escritório, cidade ou país específicos. Falamos em detalhes sobre o assunto neste artigo.

É muito comum que os nômades digitais trabalhem com marketing digital em diferentes frentes, por exemplo: produção de conteúdo, design, copywriting, social media etc. Entretanto, existem outras ótimas opções de profissões para nômades digitais.

Você só precisa entender que viver dessa forma, portanto, leva em consideração dois aspectos: ganhar dinheiro trabalhando na internet e viajar enquanto se faz isso.

Para manter esse estilo de vida, os nômades costumam considerar os seguintes aspectos para escolher um lugar para viver:

      • vida barata;
      • boa infraestrturua;
      • excelente conexão com a internet.

Melhor ainda se for um destino popular entre os nômades digitais, pois assim é mais fácil fazer conexões, afinal, é um estilo de vida que pode ser um pouco solitário. Alguns exemplos são: Chiang Mai, Budapeste, Florianópolis e Puerto Viejo.

9 nômades digitais brasileiros para acompanhar

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre esse estilo de vida, continue a leitura para conferir alguns exemplos de nômades digitais brasileiros que trabalham pela internet e viajam pelo mundo ao mesmo tempo:

 

1. Matheus de Souza

Imagem: matheusdesouza.com

Nasceu em Imbituba, Santa Catarina, mas, desde 2017, Matheus de Souza não tem residência fixa e viaja pelo mundo enquanto trabalha de forma remota. Em 2016, ele ganhou visibilidade ao entrar na lista de LinkedIn Top Voices, sendo reconhecido como uma das vozes mais influentes da rede.

Já produziu conteúdos para marcas como Google, Nubank, Wise Up, Caixa, Pepsico e Hotmart. Além disso, também é escritor e educador de cursos de escrita criativa, que contam com mais de 2 mil alunos. O seu primeiro livro, Nômade Digital (Autêntica Business, 2019), foi finalista do 62º Prêmio Jabuti na categoria Economia Criativa.

Em seu blog e nas redes sociais, Matheus compartilha reflexões e dicas sobre a vida nômade digital, não se esquecendo de que, apesar das fotos bonitas, é importante reforçar que nem tudo é perfeito para quem escolhe esse estilo de vida.

 

2. Juliana Saldanha

Imagem: julianasaldanha.com.br

Juliana Saldanha é uma nômade digital que atua como estrategista para marcas pessoais. Nos últimos anos, realizou palestras em grandes eventos e ministrou diversos workshops, além de ter lançado o seu curso online.

De país em país, vivencia as delícias e desafios da vida de nômade e compartilha as suas aventuras e percepções no Instagram. Além disso, produz muito conteúdo sobre marcas pessoais, com dicas e orientações práticas, mostrando que é uma área de atuação muito interessante para quem trabalha enquanto viaja pelo mundo.

 

3. Amandinha – Prefiro Viajar

Imagem: prefiroviajar.com.br

A criadora do “Prefiro Viajar” fez o seu primeiro intercâmbio para a Disney em 2012, quando descobriu que era possível viajar com pouco. Mas foi só em 2017 que se tornou nômade digital e decidiu sair do emprego CLT para se dedicar totalmente às viagens pelo Brasil e pelo mundo.

Desde então, compartilha dicas e conteúdos sobre viagens e seu estilo de vida no Instagram, blog, Youtube e TikTok. Ela já palestrou em eventos como Viajar para Sempre e Travel Conference, além de ter sido eleita Destaque na categoria Turismo do Prêmio Influenciadores 2019. Entre as marcas com as quais já trabalhou estão: Coca-Cola, Motorola, Canon, Jeep, entre outras.

Um ótimo exemplo de nômade digital que uniu a sua paixão por viagens com a sua profissão em um tipo de vida nada convencional, mas que atrai muita gente.

 

4. Leonardo e Rachel Spencer – Viajo, logo existo

Imagem: viajologoexisto.com.br

Os criadores do “Viajo, logo existo” compartilham as suas aventuras como um casal nômade digital. Com uma história inspiradora e repleta de aprendizados, Leonardo e Rachel cresceram tanto no meio que se tornaram embaixadores de marcas importantes, como Smiles e The North Face.

Além disso, realizaram uma volta ao mundo de carro, publicaram diversos livros sobre suas experiências e conheceram mais de 120 países. Hoje, o casal tem uma filha e continua compartilhado vivências sobre esse estilo e vida no Instagram e em outros canais.

 

5. Priscila Kamoi

Imagem: jornadakamoi.com

Formada em Administração e Marketing, Pricila Kamoi trabalhou durante 7 anos no mundo corporativo. Quando teve um câncer, decidiu largar essa carreira para ter uma vida com mais propósito e liberdade.

Assim decidiu focar em seu blog como uma maneira de unir tudo o que mais gostava de fazer. Já visitou mais de 34 países e trabalha com consultorias empresariais, roteiros de viagens personalizados e palestras e cursos sobre empreendedorismo, felicidade e propósito.

 

6. Bruno Picinini

Imagem: brunopicinni.com

Um dos nômades digitais mais brasileiros é o Bruno Picinini, que tem um site chamado Empreendedor Digital. Em 2010, ele passou a viver nesse estilo de vida e é um defensor da liberdade, afirmando que é possível ganhar dinheiro sem precisar se adequar ao modelo de trabalho convencional no escritório.

Com mais de 200 mil seguidores no Instagram, Bruno vende cursos online e realiza workshops e palestras sobre o universo do marketing digital.

 

7. Jair e Nayara Rebello – Casal Nômade

Imagem: casalnomade.com

Um casal fora do comum, que decidiu viajar pelo mundo junto do filho Mateus. Ambos largaram os seus empregos tradicionais e optaram por viver uma experiência totalmente diferente com uma criança pequena.

Eles têm uma empresa de marketing digital e compartilham as aventuras e experiências no blog e nas redes sociais. O objetivo do casal é mostrar como é possível viajar com crianças e adotar o estilo de vida nômade com os filhos.

 

8. Fernando Kanarski

Imagem: fdo.digital

O Fernando nasceu em uma cidade no interior do Paraná, e é nômade digital desde 2015 e trabalha com Google Ads, Analytics e marketing digital desde 2009. No seu Instagram ele compartilha fotos e dicas sobre os mais de 40 países para os quais já viajou usando ótimas estratégias para conseguir os melhores preços e benefícios em passagens aéreas, além dos benefícios no uso de milhas.

Além de trabalhar prestando serviços à clientes, ele também oferece consultorias, treinamentos, palestras e cursos. Recentemente, criou o “The Nomadic Club“, uma comunidade para nômades que inclui um curso sobre nomadismo digital, mentoria, dicas de ferramentas úteis, uma comunidade para nômades brasileiros e também um encontro internacional!

 

9. Debbie Corrano

Imagem: debbie.co

A Debbie Corrano é outra nômade digital que vale a pena acompanhar. Ela largou seu emprego CLT em 2013 para se tornar freelancer, e desde então já trabalhou com marcas como Skype, Brahma, Nike, Netflix, O Boticário, Gol e 3M. Atualmente, ela trabalha como redatora e estrategista.

O mais legal é que ela viaja o mundo com sua cachorrinha Lisa (ela inclusive tem um guia sobre como viajar com animais) e fala sobre a vida nômade no seu Instagram de uma forma super leve e divertida. 

Além disso, ela e o Felipe Pacheco têm um ótimo curso para freelancers, chamado Passaporte Freela, onde eles ensinam como você pode começar a trabalhar desta forma de um jeito prático, simples e bastante completo.

_________________________________

Com todas estas referências você pode entender melhor sobre as delícias e perrengues de se viver viajando e trabalhando ao mesmo tempo. Se tiver mais indicações de nômades digitais brasileiros, escreva para a gente nos comentários!

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!