Vender cursos online dá dinheiro? A verdade sobre o mercado

vender cursos online da dinheiro imagem 1

A venda de cursos online tem se tornado cada vez mais popular entre empreendedores, experts e produtores de conteúdo online. Com tantos marketeiros ensinando o passo a passo e dando dicas e mais dicas de como faturar neste nicho, é comum se questionar se vender cursos online dá dinheiro mesmo, ou se é tudo uma ilusão.

Muitos de nós já fomos iludidos com falsas promessas no marketing digital, e é por isso que criamos este artigo honesto sobre o assunto. A verdade é que é possível ganhar dinheiro vendendo cursos online, sim, mas não é tao simples como parece, e não é para todo mundo.

Abaixo esclarecemos todas as suas dúvidas sobre o assunto e damos nossa opinião sincera e dicas sobre o mercado de cursos online para quem está começando agora.

Vamos lá?

É possível ganhar dinheiro vendendo cursos online?

Sim, é possível. Nos últimos anos, o mercado de e-learning (ou educação online) tem experimentado um crescimento exponencial, impulsionado pela acessibilidade a internet e pela demanda crescente por aprendizado flexível. Empreendedores, especialistas e profissionais de diversas áreas têm encontrado sucesso ao criar e vender cursos online sobre diversos temas, desde habilidades técnicas até desenvolvimento pessoal.

Vantagens de vender cursos online

Vender cursos online oferece uma série de vantagens significativas que têm atraído muitos especialistas e produtores de conteúdo. Primeiramente, a acessibilidade é uma grande vantagem, permitindo que você alcance uma audiência diversificada em todo o mundo, sem limitações geográficas. Isso amplia seu potencial de ganhos, já que você pode chegar a pessoas que talvez não tivessem acesso a seus aulas presenciais.

Além disso, você tem a capacidade de criar um conteúdo uma vez e alcançar um número crescente de alunos sem investir esforços significativos adicionais. Ou seja, não precisa repetir a mesma aula sempre que tiver uma nova turma de alunos. Suas aulas estarão gravadas. Isso possibilita uma forma de renda mais escalável, podendo ser uma oportunidade para médio e longo prazo também.

Quanto é possível ganhar?

A quantia que é possível ganhar neste mercado pode variar muito, dependendo de vários fatores. Alguns produtores de conteúdo com cursos online conseguem ganhar milhões de reais em um lançamento, entretanto, a realidade da maioria é de ganhar alguns milhares de reais por lançamento (de R$1.000,00 a R$10.000,00), ou algumas centenas, ou milhares de reais por mês (para lançamento perpétuo).

Algumas pessoas conseguiram construir negócios extremamente lucrativos com cursos online, transformando seus infoprodutos em um trabalho em tempo integral. Enquanto isso, outras podem obter retornos menores que são apenas uma renda extra.

Como falamos, diversos fatores vão influenciar nos seus ganhos financeiros com este tipo de produto digital. Abaixo listamos alguns dos principais fatores que influenciam o potencial dos seus ganhos:

      1. Nicho e demanda: cursos que abordam tópicos populares e que têm uma demanda crescente têm mais chances de gerar receita. Áreas como tecnologia, marketing digital, habilidades de desenvolvimento pessoal e idiomas costumam ser bastante procuradas.

      2. Qualidade do conteúdo: a qualidade do conteúdo que você oferece é crucial. Aulas bem elaboradas e atualizadas tendem a atrair mais alunos e receber avaliações positivas, o que pode gerar mais vendas no longo prazo.

      3. Estratégias de marketing: suas estratégias de marketing e divulgação desempenham um papel fundamental em determinar o alcance do público e, consequentemente, o número de vendas. A divulgação através de sociais, e-mail marketing, anúncios pagos e parcerias pode impulsionar seu alcance.

      4. Preço: o preço do seu produto também é um fator importante. Cursos com valores acessíveis podem atrair mais inscrições, já os mais caros podem gerar mais receita por venda.

      5. Reputação e autoridade: se você já possui autoridade ou reputação em um determinado nicho, é mais provável que as pessoas confiem em você como instrutor e estejam dispostas a investir em seus infoprodutos. Isto vai depender muito da sua presença online em plataformas como YouTube, blog, e redes sociais.

      6. Escalabilidade: a capacidade de escalar seu negócio também influenciará seus ganhos. Isso envolve a possibilidade de alcançar mais alunos sem aumentar significativamente seus custos.

      7. Modelo de negócio: você pode optar por vender seus cursos individualmente ou adotar um modelo de assinatura, onde os alunos pagam regularmente por acesso contínuo a vários produtos digitais. Isso pode afetar sua renda ao longo do tempo.

      8. Tipo de lançamento: você pode escolher abrir turmas em determinados períodos, criando lançamentos pontuais, ou vendendo no perpétuo, ou seja, está sempre com vendas abertas.

Renda passiva com cursos online: verdade ou mentira?

Muita gente que ainda não está no mercado acha que cursos online são uma forma de renda passiva. Por isto, achamos importante ressaltar:

A venda de cursos online não é uma renda passiva.

Embora seja uma fonte de renda que exija menos esforço contínuo em comparação com um emprego tradicional, a noção de “passividade” é bem exagerada.

Para ter sucesso você vai precisar investir uma quantidade significativa de tempo e esforço na criação inicial do seu curso, mas não somente isto. Para continuar garantir que ele continue vendendo, você precisa usar estratégias de marketing contínuo, como fazer posts frequentemente nas redes sociais ou outras plataformas onde seu público-alvo está (como YouTube, e-mails, blogs, etc.), criar anúncios pagos para aumentar seu alcance, entre outras estratégias.

Além disso, o sucesso de um curso online depende muito do suporte que você dá ao aluno e das atualizações regulares para garantir que ele esteja sempre atualizado e seus alunos estejam satisfeitos.

Portanto, enquanto esta pode ser uma fonte de renda mais flexível e potencialmente com menos demanda contínua do que dar aulas síncronas (ao vivo), não é completamente “passiva”.

É mais apropriado pensar neste tipo de produto digital como uma forma de renda semiautônoma, onde o esforço inicial é maior, e depois é necessário fazer a manutenção e gestão contínuas para garantir o sucesso do curso e a satisfação dos alunos.

Vale a pena vender um curso online?

Depende… Aqui, é importante considerar seus objetivos, expertise e recursos disponíveis antes de entrar nesse mercado. Além disso, é importante entender se você já tem uma audiência ou se precisa construir uma base de seguidores, ou até mesmo investir muito tempo e dinheiro em anúncios para ver seu produto ter algum lucro.

Se você possui conhecimento especializado em um nicho com bastante demanda e tem a capacidade – e vontade – de criar conteúdo de alta qualidade para divulgar seu curso, ou investir tempo e dinheiro em anúncios, esta pode ser uma maneira interessante de gerar renda.

Além disso, se você já dá algum tipo de aula ou mentoria, a gravação de aulas ou até mesmo a criação de e-books pode ser bem interessante. Assim, você consegue substituir uma parte do tempo que passa dando aulas ao vivo, por vídeos que podem ser assistidos por diversos alunos a qualquer hora do dia.

No entanto, é importante ter em mente que o sucesso não é garantido e a concorrência no mercado está muito grande. Por isso, é importante fazer testes antes de investir muito tempo e energia na gravação de um curso.

Se você está em dúvida, recomendo começar oferecendo mentorias ou consultorias. Se tiver demanda e se perceber que muitos dos seus mentorados têm o mesmo problema, pode ser interessante investir na criação de um produto digital deste tipo.

Entretanto, se você não gosta muito de aparecer nas redes sociais, não gosta de postar e responder a mensagens e comentários, ou não tem dinheiro para anunciar seus produtos usando tráfego pago, talvez esta não seja a melhor opção para você.

Criar e vender cursos exige bastante esforço porque você precisa dar assistência constante aos seus alunos, além de estar sempre divulgando seus produtos seja por e-mail marketing, posts nas redes sociais ou em outras plataformas, ou anúncios. E se você está procurando formas mais fáceis de ganhar dinheiro, recomendamos explorar oportunidades de renda passiva online.

Formas de faturar vendendo cursos online

Com as considerações acima em mente, vale ressaltar que criar um curso online não é a única forma de ganhar dinheiro com isto. Abaixo, listamos as principais formas de ganhar dinheiro vendendo cursos – sendo eles criados por você ou não:

1. Crie seu próprio curso

Criar seu próprio curso é uma das maneiras mais diretas de faturar. Você pode compartilhar seu conhecimento especializado e paixão por um tópico específico, definir o conteúdo dele, estruturá-lo de acordo com seu estilo e definir o preço. Isso oferece total controle sobre o processo de criação, branding e comercialização. No entanto, requer um investimento de tempo considerável para desenvolver materiais de alta qualidade, suporte ao aluno e estratégias de marketing eficazes.

2. Seja coprodutor

Participar como coprodutor de um curso online é uma opção interessante para aqueles que desejam compartilhar conhecimentos, mas talvez não queiram lidar com todos os aspectos da criação e promoção. Ao trabalhar com um especialista ou criador de cursos estabelecido, você pode contribuir com conteúdo específico, ideias e conhecimentos, recebendo uma parte dos lucros em troca. Esta pode ser uma abordagem benéfica para ambas as partes, permitindo que você se concentre em seus pontos fortes enquanto alcança uma audiência mais ampla.

3. Seja um afiliado

O marketing de afiliados é uma maneira interessante de gerar receita promovendo cursos de outras pessoas em troca de comissões sobre as vendas. Você se torna um afiliado de um infoproduto, recebe um link exclusivo de rastreamento e promove ele em seus canais, como blog, redes sociais ou lista de e-mails. Quando as pessoas se inscrevem através do seu link, você recebe uma porcentagem das vendas. Embora você não seja o criador, esta alternativa é uma ótima forma de ganhar dinheiro como afiliado sem o trabalho de desenvolver seus próprios materiais.

4. Trabalhe como gestor de tráfego

Trabalhar como gestor de tráfego, também conhecido como gerente de tráfego, envolve otimizar campanhas de publicidade digital para atrair um público-alvo específico e direcionar tráfego qualificado para sites ou ofertas. Nesse papel, você pode atuar como um intermediário entre infoprodutores e as plataformas de publicidade, como Google Ads ou redes sociais (como Facebook e Instagram). 

Ao criar estratégias eficazes, segmentar audiências relevantes e monitorar o desempenho das campanhas, você pode ajudar a aumentar a visibilidade e as conversões de seus clientes. Alguns gestores de tráfego recebem comissões ou prêmios baseados no desempenho das campanhas, tornando esse campo uma oportunidade bem lucrativa.

Como ganhar dinheiro vendendo cursos online: passo a passo

Nós falamos melhor sobre como criar um infoproduto neste artigo. Mas, abaixo resumimos como você pode ganhar dinheiro criando e vendendo um curso:

      1. Escolha o nicho e o tópico: identifique um nicho ou tópico no qual você possui conhecimento especializado e que tenha demanda no mercado. Isso pode ser qualquer coisa, desde habilidades técnicas até desenvolvimento pessoal.

      2. Pesquise o mercado: realize uma pesquisa de mercado para entender a concorrência, as necessidades do público-alvo e as tendências atuais. Isso ajudará a ajustar seu produto para atender às expectativas dos alunos.

      3. Planeje o curso: defina os objetivos do seu produto digital, a estrutura do conteúdo e os módulos. Crie um plano detalhado para garantir que ele seja organizado e abrangente.

      4. Grave o curso e crie os materiais: desenvolva o conteúdo, incluindo vídeo-aulas, materiais de leitura, quizzes e exercícios práticos. Certifique-se de que o conteúdo seja claro, didático e valioso para os alunos.

      5. Plataforma de ensino: escolha uma plataforma de e-learning para hospedar seu infoproduto. Existem várias opções, como Eduzz, Hotmart e Udemy. Certifique-se de que a plataforma ofereça as ferramentas necessárias para criar e gerenciar seu curso e verifique as comissões cobradas por cada uma, além dos termos de uso e questões como exclusividade.

      6. Promova seu produto: isso pode incluir o uso de redes sociais, blogs, e-mail marketing e anúncios pagos para alcançar seu público-alvo. A promoção do produto pode – e deve – começar antes mesmo de ele ser lançado, garantindo que seu público estará preparado para comprar quando for o momento certo.

      7. Lançamento: planeje um lançamento estratégico para gerar interesse antes do lançamento oficial do curso. Isso pode envolver aulas e outros conteúdos gratuitos, webinars ou descontos especiais.

      8. Suporte ao aluno: esteja disponível para responder a perguntas dos alunos e oferecer suporte ao longo do curso. Isso ajudará a criar uma experiência positiva e a aumentar a satisfação deles, ajudando na promoção do seu produto no futuro.

      9. Escalabilidade: Conforme seu curso ganha popularidade, considere a possibilidade de criar produtos adicionais, ou atualizar o conteúdo existente para manter o interesse e atrair novos alunos. É interessante pensar em criar uma esteira de produtos, onde você sempre possa fazer o upsell ou downsell para clientes que estão em diferentes momentos, aumentando seus lucros.

Conclusão

Em um mundo dinâmico e conectado, vender cursos online pode ser tanto uma jornada lucrativa quanto desafiadora. O mercado oferece um potencial enorme para alcançar muita gente e ter bons ganhos, mas exige um equilíbrio entre qualidade, estratégia de marketing e um compromisso contínuo. À medida que novos empreendedores entram nesse mercado, é crucial adotar uma abordagem realista e informada, reconhecendo que o sucesso requer dedicação e adaptação constante às demandas em evolução do mercado de educação online.

FAQ – Perguntas Frequentes

A receita gerada por um curso online varia amplamente e é influenciada por fatores como o preço do curso, a demanda pelo assunto, a qualidade do conteúdo e a eficácia do marketing. Alguns cursos podem render centenas a milhares de reais por mês, enquanto outros podem ter rendimentos mais modestos.

Para vender um curso online, você precisa ter um conhecimento sólido sobre o assunto do curso, criar um conteúdo de alta qualidade, escolher uma plataforma de hospedagem (como Eduzz, Hotmart ou Udemy), e desenvolver materiais de marketing (como página de vendas e estratégias de divulgação). Além disso, precisa ter uma câmera ou celular com câmera para gravar suas aulas, além de uma conexão a internet para fazer o upload dos vídeos e materiais, além de dar suporte aos seus alunos.

Os ganhos ao vender um curso na plataforma Hotmart variam consideravelmente. A comissão que você recebe depende do valor do curso, das taxas da Hotmart e do acordo estabelecido com afiliados, se houver. As margens de lucro podem variar, mas é possível obter uma porcentagem significativa das vendas, especialmente se o curso for bem-sucedido e atrair muitos alunos.

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Deixe um comentário

Laís Schulz
Laís Schulz
Sou uma fotógrafa e escritora que trabalha como freelancer e viaja o mundo como nômade digital. No meu blog pessoal e na minha newsletter compartilho conteúdos sobre a vida e questões existenciais, além de falar um pouco sobre criatividade e marketing para empreendedores criativos, além de explorar minhas maiores paixões.

Mais artigos como este