O que são leads e qual a sua importância no marketing digital?

leads marketing digital imagem 1

O marketing digital é uma poderosa ferramenta para as empresas alcançarem seu público-alvo de forma mais eficaz e direcionada. Nesse contexto, os leads desempenham um papel fundamental, representando oportunidades valiosas de negócio.

Neste artigo, vamos explorar o conceito de leads no marketing digital, compreender sua importância estratégica e descobrir como gerá-los e nutri-los ao longo da jornada de compra. Aprenderemos como transformar o interesse inicial de potenciais consumidores em relacionamentos duradouros e, finalmente, em clientes satisfeitos.

Vamos lá?

Lead é um conceito utilizado no marketing digital que se refere à uma oportunidade de negócio representada por um potencial consumidor. Alguém que demonstrou interesse em um produto ou serviço.

Por essa razão, forneceu uma informação de contato, dados pessoais ou profissionais, geralmente em troca de uma “recompensa” por parte da empresa.

Leads chegam até o seu site devido a uma interação com algum tipo de conteúdo. A partir destes dados, você pode então construir um relacionamento com o potencial consumidor, guiando-o pelo funil de vendas até que a compra seja efetuada.

Afinal, nem todo mundo que chega ao seu site está de fato preparado para comprar algo. A jornada de compra é um processo que envolve 4 etapas principais: aprendizado, reconhecimento do problema ou necessidade, consideração e decisão de compra.

Qual a importância dos leads no marketing digital?

Os leads desempenham um papel fundamental no marketing digital, pois representam oportunidades de negócio representadas por potenciais consumidores interessados em produtos ou serviços. Eles fornecem informações de contato em troca de uma “recompensa” oferecida pela empresa. O artigo destaca a importância de incluir exemplos ou estudos de caso para ilustrar como os leads podem impactar positivamente as vendas de uma empresa.

Tipos de leads

A jornada de compra começa pelo visitante, que está na fase mais distante da compra. É alguém que ainda não demonstrou interesse em seu produto ou serviço de fato, mas foi atraído ao site. É importante produzir conteúdos de qualidade que impulsionem o visitante a se tornar um assinante.

Podemos considerar cinco categorias de lead:

1. Suspect

É o usuário que, ainda que tenha assinado a newsletter, não parece ter interesse no seu conteúdo ou marca.

2. Qualified Lead (QL)

O QL representa o perfil ideal do cliente, o conjunto de características ideais para fazer uma compra.

3. Marketing Qualified Lead (MQL)

Este lead é qualificado para a equipe de marketing e trabalhado por ela. Categoriza o usuário que já reconheceu ao menos um problema ao demonstrar interesse na sua marca. Ou seja, não está ainda pronto para comprar, então precisa evoluir mais pelo funil.

4. Sales Accepted Lead (SAL)

Não é incomum que usuários preencham formulários com informações incorretas. Então nesta etapa, a equipe comercial valida o MQL caso tudo esteja de acordo com o planejado.

5. Sales Qualified Lead (SQL)

Enfim, temos o lead qualificado por vendas, o chamado “lead quente”. Ele já foi educado pela área comercial, entendeu que a sua empresa oferece o produto ou serviço do qual precisa e está pronto para comprar. Aqui o time de vendas entra em ação com uma oferta para conseguir fechar negócio.

O que significa gerar leads?

A geração de leads consiste no processo de converter pessoas que conheceram a sua marca em potenciais clientes. Como mencionado acima, é a ação de inseri-las e conduzi-las pelo funil de vendas.

Como gerar leads

Você pode fazer isso por meio da utilização de estratégias (como a produção de conteúdo) e ferramentas. Uma destas ferramentas é o lead scoring. Ele funciona como uma análise para classificar um usuário de acordo com o nível de engajamento com a sua marca.

A partir de uma ação que este usuário realiza, é estabelecido um número de pontos que indica o quão interessado e educado ele está em comprar da sua empresa. Assim, você consegue determinar as ações mais indicadas cada categoria.

Abaixo, reunimos as principais técnicas para gerar leads:

1. Produza conteúdo de qualidade

Produza conteúdo relevante e de qualidade que seja interessante para o seu público-alvo. Isso pode incluir artigos de blog, guias, vídeos, webinars, infográficos e outros formatos. O conteúdo deve resolver problemas e responder às perguntas do seu público.

2. Crie Landing Pages

Crie landing pages (páginas de destino) específicas para cada oferta ou conteúdo que você promove. As landing pages são projetadas para capturar informações de contato dos visitantes em troca de um recurso ou oferta valiosa.

Falamos mais sobre o papel de landing pages no marketing aqui.

3. Adicione formulários de contato

Coloque formulários de contato em locais estratégicos do seu site para que os visitantes possam facilmente entrar em contato com você ou se inscrever para receber mais informações.

4. Use pop-ups e slide-ins

Use pop-ups ou slide-ins para chamar a atenção dos visitantes e oferecer algo em troca de suas informações de contato. Certifique-se de que essas pop-ups não sejam intrusivas ou irritantes.

5. Crie webinars e eventos online

Realize webinars ou eventos online ao vivo para educar seu público e capturar informações de contato durante o registro.

6. Ofereça ofertas de conteúdo exclusivos

Ofereça conteúdo exclusivo, como e-books, whitepapers ou estudos de caso, em troca das informações de contato dos visitantes.

7. Use as redes sociais

Utilize as redes sociais para promover suas ofertas de conteúdo e direcionar o tráfego para suas landing pages.

8. Melhore seu SEO (Search Engine Optimization)

Otimize seu site para os mecanismos de busca, para que ele seja encontrado por pessoas que procuram informações relevantes para o seu nicho.

9. Faça anúncios online

Use anúncios pagos, como anúncios no Google ou nas redes sociais, para atrair tráfego para suas landing pages e ofertas.

10. Faça parcerias

Estabeleça parcerias com outras empresas ou influenciadores que tenham um público relevante para o seu negócio. Isso pode ajudar a aumentar sua visibilidade e atrair leads qualificados.

Lembre-se de que a geração de leads é um processo contínuo e, como tudo no mundo do marketing digital, requer testes e ajustes constantes.

Monitore suas métricas e analise o desempenho de suas estratégias para identificar o que funciona melhor para o seu público e setor. Com o tempo, você poderá refinar suas táticas de geração de leads para obter resultados ainda melhores.

O que é nutrição de leads?

Como o próprio nome já indica, este conceito significa alimentar o lead até o momento de fechar negócio. Você vai guiá-lo até onde deseja que ele chegue, a partir da etapa da jornada de compra em que se encontra.

Os objetivos da nutrição de leads são:

      • educar o potencial cliente, ajudando-o a compreender a necessidade que tem e a melhor solução para saná-la;
      • estabelecer autoridade, garantindo que sua marca sabe do que está falando e ganhando a confiança do lead;
      • construir relacionamento, fortalecendo os laços e potencializando o cenário para fechar negócio.

É um processo importante para aumentar as vendas de maneira mais orgânica, sem acabar importunando o potencial cliente com vários e-mails de ofertas.

Como nutrir leads

O fluxo de nutrição é uma estratégia eficaz do Inbound Marketing. Trata-se de uma automação frequente de envio de e-mails com o propósito de educar os leads, tirar dúvidas ao longo da jornada de compra e impulsionar as vendas.

Este envio dos e-mails acontece a partir de um “gatilho”, uma ação que o usuário executou e que deixa nítido o seu interesse por receber conteúdos como esses em sua caixa de entrada. O exemplo é o download de um e-book.

É importante que tenha a persona e o objetivos bem definidos antes de começar. Desenvolva o conteúdo dos e-mails de maneira personalizada, considerando dúvidas comuns que surgem em cada etapa do processo.

Tenha cuidado com a frequência dos disparos de e-mails para não incomodar o lead e nem para demorar demais entre os envios, e acabar por ser esquecido.

Caso o potencial cliente tenha preenchido um formulário de assinatura da newsletter, por exemplo, pode ser interessante incluir uma questão referente à preferência que ele tem quanto à frequência dos e-mails.

Assim você pode criar listas de e-mails diferentes de acordo com as respostas. Uma lista para envio de e-mail a cada uma semana, a cada 15 dias, e assim por diante.

Abaixo, detalhamos o que precisa ser feito para nutrir seus leads:

1. Segmente seus leads

Divida sua lista de leads em grupos com base em suas características, interesses ou estágios do funil de vendas. Isso permitirá que você envie mensagens mais personalizadas e relevantes para cada segmento.

2. Envie e-mails de boas-vindas

Assim que um lead se inscrever ou fornecer suas informações de contato, envie um e-mail de boas-vindas para agradecer e apresentar-se. Esse é o primeiro passo para estabelecer um relacionamento.

3. Crie conteúdo relevante e personalizado

Crie conteúdo que seja relevante para cada estágio do funil de vendas e para os interesses específicos de cada lead. Use a segmentação para enviar conteúdo personalizado que resolva problemas e atenda às necessidades de cada grupo.

4. Automatize seus processos

Use ferramentas de automação de marketing para programar e enviar e-mails em momentos estratégicos da jornada do lead. Isso garante um fluxo contínuo de comunicação, mesmo para grandes listas de leads.

5. Use gatilhos

Defina gatilhos com base nas ações que os leads realizam em seu site ou em seus e-mails. Por exemplo, se um lead baixar um e-book, você pode configurar um e-mail de acompanhamento para fornecer conteúdo relacionado.

6. Eduque e forneça valor

Ao nutrir leads, foque em educá-los sobre o seu nicho, produto ou serviço. Forneça valor por meio de dicas, tutoriais, estudos de caso e outros conteúdos informativos.

7. Mantenha a consistência

Mantenha uma frequência consistente no envio de e-mails, mas evite ser excessivamente invasivo. Enviar e-mails regularmente ajuda a manter a sua marca na mente do lead, mas não os sobrecarregue com mensagens irrelevantes.

8. Incentive a interação

Inclua chamadas para ação (CTAs) em seus e-mails que incentivem o lead a interagir com a sua marca. Isso pode ser por meio de links para artigos relevantes, convites para webinars ou até mesmo ofertas especiais.

9. Faça pesquisas e obtenha feedback

Peça aos seus leads que compartilhem suas necessidades e interesses por meio de pesquisas ou questionários. Isso ajudará a entender melhor o que eles estão procurando e adaptar suas estratégias de nutrição.

10. Acompanhe suas métricas

Monitore as métricas de engajamento, como taxa de abertura, cliques e conversões. Analise o desempenho das suas campanhas de nutrição para identificar o que está funcionando e fazer melhorias contínuas.

Como qualificar seus leads

A qualificação de leads é um processo fundamental para identificar quais leads têm maior potencial de se tornarem clientes reais. Quando você qualifica seus leads, você concentra seus esforços nos prospects que estão mais próximos de tomar uma decisão de compra, economizando tempo e recursos.

Aqui estão algumas estratégias para qualificar leads:

      • Defina o perfil do cliente ideal: Antes de começar a qualificação, é importante ter uma compreensão clara do perfil do cliente ideal da sua empresa. Isso inclui características demográficas, interesses, necessidades e comportamentos de compra. Com esse perfil em mente, será mais fácil identificar leads que se encaixem no seu público-alvo.
      • Estabeleça critérios de qualificação: Crie critérios específicos para determinar se um lead está qualificado ou não. Esses critérios podem incluir aspectos como o orçamento disponível, a autoridade de decisão, o estágio da jornada de compra em que se encontram e a adequação ao seu perfil de cliente ideal.
      • Utilize formulários de captura estratégicos: Ao criar formulários de captura em suas landing pages ou em seu site, inclua perguntas que ajudem a identificar o nível de interesse e adequação do lead ao seu negócio.
      • Pontuação de leads (lead scoring): Implemente um sistema de pontuação de leads, onde você atribui pontos para cada ação que o lead realiza em suas interações com o seu site ou conteúdo. Quanto mais engajamento e interesse o lead demonstrar, maior será sua pontuação. Leads com pontuações mais altas têm maior probabilidade de estarem qualificados.
      • Segmentação de leads: Divida sua lista de leads em grupos com base em suas características e comportamentos. Isso permitirá que você crie mensagens mais personalizadas e relevantes para cada segmento, o que ajuda na qualificação.
      • Interação e acompanhamento: Acompanhe de perto a interação dos leads com seus conteúdos e campanhas de marketing. Identifique quais leads estão engajados e respondendo positivamente às suas abordagens.

Lembre-se de que a qualificação de leads é um processo contínuo e dinâmico. À medida que você adquire mais dados e informações sobre seus leads, poderá aprimorar seus critérios de qualificação e melhorar sua eficiência na identificação de leads mais promissores para o seu negócio.

Conclusão

Leads são peças-chave para o sucesso de qualquer estratégia de marketing digital. Eles representam a oportunidade de construir relacionamentos valiosos com potenciais clientes, educá-los sobre produtos e serviços, estabelecer confiança e, eventualmente, convertê-los em clientes fiéis.

A geração de leads bem-sucedida envolve a utilização de diversas estratégias, como conteúdo de qualidade, landing pages, automação e segmentação de público. Além disso, a nutrição deles é fundamental para guiar os prospects ao longo da jornada de compra, fornecendo informações relevantes e mantendo um fluxo constante de comunicação.

Ao implementar essas práticas de forma estratégica e consistente, as empresas podem colher os benefícios de uma base sólida de potenciais clientes e impulsionar seu crescimento no mercado digital.

Leia a seguir nossas dicas de persuasão para potencializar resultados.

FAQ – Perguntas Frequentes

Para gerar leads no marketing digital, é necessário implementar estratégias como criação de conteúdo relevante, oferecer materiais gratuitos (e-books, webinars, etc.), utilizar formulários de captura em landing pages, investir em campanhas de mídia paga e utilizar estratégias de SEO para atrair visitantes qualificados.

Um exemplo de lead é um visitante de um site que preenche um formulário de cadastro para receber um e-book gratuito sobre um determinado assunto. Ao fornecer suas informações de contato, como nome e e-mail, o visitante se torna um lead para a empresa ou profissional que disponibilizou o material.

No marketing, um lead é um indivíduo que demonstrou interesse em um produto ou serviço ao fornecer informações de contato. Já um prospect é um lead qualificado, ou seja, um lead que tem potencial real de se tornar um cliente, pois atende a critérios específicos estabelecidos pela empresa, como adequação ao perfil de cliente ideal e intenção de compra.

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Deixe um comentário

Gabriela Araujo
Gabriela Araujo
Sou tradutora, redatora e escritora, baseada no Rio, com graduação em turismo pela universidade federal UNIRIO. Sou autora de "Quando sentir, escreva", um livro de poesias, e também dos contos "Ainda bem que temos o Charme" e "Poeira estelar". Além disso, escrevo no meu blog pessoal e no blog "Negra em Movimento" onde abordo questões raciais, feminismo e turismo responsável.

Mais artigos como este