befreela logo 2

15 técnicas de persuasão para aumentar seus resultados

tecnicas de persuasao imagem 1

Dominar as mais eficientes técnicas de persuasão é extremamente útil para qualquer profissional que lide com o público. Porém, especialmente para empreendedores e freelancers, elas costumam ser decisivas na hora de chamar atenção e fechar uma nova parceria ou um contrato.

No geral, essas técnicas consistem em práticas bem simples de atendimento que têm um único propósito: converter o potencial cliente.

Inclusive, vale destacar que essas estratégias não se limitam ao atendimento presencial. Pelo contrário, você consegue acrescentar em propostas, orçamentos, alinhamentos de briefing e em conteúdos voltados para a prospecção de novos clientes.

Para entender melhor, hoje nós listamos as principais técnicas de persuasão e separamos exemplos práticos que certamente te ajudam a saber como colocar esses conhecimentos no seu dia a dia.

1. Seja amigável

A amizade é um importante elo e uma das melhores formas para estreitar a relação entre freelancer e potencial parceiro. Inclusive, basta alguns minutos na internet e você encontra histórias incríveis de pessoas que começam como parceiros e logo viram amigos.

Justamente por isso, quando você estiver nas primeiras tratativas com um potencial cliente, tente ser o mais amigável possível. Fazer isso é relativamente fácil: sorria sempre que possível, não fique engessado e, principalmente, vá além das respostas robóticas.

Por exemplo, o cliente perguntou se está tudo bem, ao invés de responder vagamente “sim, e você”, dê detalhes e tente começar uma relação de companheirismo. Porém, atenção: em relações B2B, talvez não haja liberdade para brincadeiras.

2. Tenha empatia

Em um mundo cada vez mais hiperconectado, as relações costumam ser limitadas às redes sociais. E isso prejudica a prática da empatia diária, afinal você se limita à própria bolha e passa a ter cada vez menos contato com outras perspectivas.

Na vida profissional, essa falta de empatia pode prejudicar na hora de fechar novos negócios e até de manter parcerias. Isso acontece porque você passa a pressupor opiniões sobre um nicho, que corre o risco de não serem verdades.

Felizmente, a empatia é uma prática bem fácil, bastando se perguntar “o que o meu cliente acha disso”. Ao se colocar no lugar do parceiro, você dá opiniões mais assertivas, gera mais conexão e consegue antecipar necessidades.

3. Fale com autoridade

Entre as mais importantes técnicas de persuasão está a autoridade no assunto, isto é, a fala com experiência e especializada no produto ou serviço. Quando você apresenta algo com propriedade e confiança, o cliente fica mais confortável em fechar uma parceria.

Inclusive, o efeito contrário pode acontecer: ao falar com insegurança, o cliente fica desconfortável e aumenta as chances de não ter sucesso na negociação.

Para evitar passar uma impressão errada, você precisa evitar alguns termos associados à insegurança. Por exemplo, “acho”, “talvez”, “pode ser”, “é possível”, entre outras palavras que passem possibilidades de perdas.

Em compensação, opte por palavras mais afirmativas e preferencialmente curtas, como “sim”, “claro”, “correto”, “ok” etc.

4. Dê exemplos práticos

Especialmente na área da comunicação, os cases são os principais aliados na hora de fechar novos negócios.

Ao trazer exemplos práticos, você afirma “este é o resultado que entrego” ao cliente e, uma vez que ele goste, as chances de ter sucesso na parceria crescem bastante.

Porém, mesmo que você ainda não tenha cases próprios, sempre há a possibilidade de buscar alternativas em levantamentos e pesquisas. Embora não sejam autorais, essas informações sustentam argumentos favoráveis e que fazem a diferença.

5. Provoque afeição

A afeição está entre os sentimentos mais importantes na hora de fechar novos negócios. Ao se apresentar para um cliente, você precisa provocar diferentes sentimentos com o propósito de gerar afeição.

A partir da afeição, o seu produto ou serviço fica na cabeça do cliente por mais tempo e com isso aumenta a possibilidade dele recorrer a você em outro momento.

6. Ressalte a oportunidade

Quando você ressalta a oportunidade do seu serviço ou produto, o seu cliente pode sentir obrigatoriedade em aproveitar a sua oferta imediatamente. Geralmente, a oportunidade costuma ser comparada com ganhos e prazos curtos.

Por exemplo, você decidiu pôr um curso digital com 40% de desconto. Em vez de simplesmente destacar o desconto, você pode ressaltar que o prazo não dura muito tempo e logo o preço volta ao padrão.

No caso dos serviços, é possível ressaltar possíveis ganhos com notícias e informações relevantes, como novas formas de ranqueamento e soluções digitais recém lançadas.

Em todo caso, essa técnica de persuasão precisa ser usada com cuidado, especialmente nas redes sociais. Ao repetir a técnica em um espaço curto de tempo, há a chance dessa oportunidade não ser mais vista com bons olhos pelos potenciais clientes.

7. Seja maleável

O sucesso de qualquer negociação depende de flexibilidade. Quando você chega decidido em fechar apenas um tipo de serviço e deixa de ouvir outros pedidos do parceiro em potencial, há chances de não concretizar nada.

Portanto, você precisa ser maleável de acordo com a necessidade do seu potencial cliente. Inclusive, antes de buscar parcerias, tente criar diferentes tipos de produtos e serviços. Assim, toda empresa encontra soluções de acordo com o porte.

8. Evite palavras depreciativas e duras

Do mesmo modo que há termos inseguros e outros mais afetivos, você encontra palavras fortes e mais afirmativas, seja para o bem ou mal. Na prática, ao tratar junto a um cliente e utilizar termos depreciativos, isso soa como uma crítica.

Porém, nenhuma negociação permite críticas abertas. Este momento precisa ser marcado por uma relação amistosa e de respeito mútuo. Ao falar palavras mais fortes, como “ruim”, “mal feito”, “fraco”, entre outros exemplos, o cliente pode ficar ofendido.

9. Crie um roteiro de ação

Ter um roteiro persuasivo de ação é fundamental na hora de iniciar uma negociação. Especialmente na hora de tratar com parcerias B2B, uma apresentação coesa e detalhada pode ser a diferença para que você feche a parceria.

Na internet você encontra infinitos modelos de roteiros persuasivos, porém o melhor de todos é aquele 100% original e que leva em consideração o seu conhecimento e a empresa a ser persuadida.

10. Opte por ouvir ao invés de falar

Em uma negociação, ouvir é melhor do que falar. Quando escuta atentamente, você identifica dores e necessidades durante a negociação e com isso pode apresentar soluções e trazer cases mais relevantes.

Ao falar demais, porém, há a possibilidade de dizer algo que desagrade o futuro parceiro. Quando você domina a conversa e a conduz do começo ao fim, por falar em todo momento ou por mais tempo, as chances de dizer algo que desagrade são bem maiores.

Tendo isso em mente, inicie a conversa de um jeito amigável e dê bastante liberdade para o futuro parceiro expor dúvidas e todo tipo de anseio. Deixe-o seguro para falar e dê preferência para ouvi-lo.

11. Tenha prova social

Ao trabalhar na internet, com certeza você tem avaliações positivas e comentários nas redes sociais, sites e Google Meu Negócio. Sendo assim, não há razões para escondê-las e não apresentá-las para potenciais parceiros.

Assim como as pessoas, as empresas também devem ser aceitas socialmente. Para isso, elas recorrem às avaliações e cases, principalmente no ambiente digital. Justamente por isso, as opiniões, especialmente de influenciadores, têm muito peso na hora de persuadir um cliente.

12. Defenda o seu serviço ou produto

Uma negociação é formada por apresentações, réplicas e tréplicas, assim como debates e juris. No entanto, você não encontra nenhuma extravagância e tudo acontece de modo natural.

Durante essa “competição”, você precisa defender o seu serviço ou produto. Uma vez que as suas técnicas de persuasão deem certo, talvez você não precise argumentar favoravelmente sobre a sua oferta. Mas caso seja necessário, esteja pronto para fazer a própria defesa.

13. Aplique a regra da consistência

Além da aprovação social, as pessoas seguem um mandamento intrínseco de não mudarem de opinião tão facilmente. Mesmo com as técnicas de persuasão, dificilmente alguém volta atrás depois de falar algo.

O segredo para ter sucesso com pessoas que já tomaram uma decisão é criar uma jornada de acertos, isto é, faça-o responder sim em sequência até apresentar um argumento irrefutável.

Ao criar uma jornada que faça o potencial cliente concordar com você, as chances de sucesso estão ligadas à naturalidade do processo. Evite ao máximo agir de modo caricato e tente ser o mais orgânico possível.

14. Aplique o storytelling

A negociação pode ser mais fácil ao contar uma história relevante ao seu potencial cliente. E felizmente, o conceito de storytelling se aplica em qualquer coisa, de roteiros publicitários às negociações com futuros parceiros.

O storytelling funciona como uma ferramenta para contar boas histórias. Aliados ao branding e bons conteúdos, ele é capaz de persuadir um cliente e facilitar na hora da conversão.

Dica de curso: Branding, Storytelling e Conteúdo

O curso de Branding, Storytelling e Conteúdo, Marcas que contam histórias, te ensina não só como criar uma narrativa envolvente para a sua marca, como também a traçar sua identidade e seus valores, e comunicá-los através das suas plataformas online.

Nele, você aprende os conceitos e tem a chance de fazer exercícios práticos que te ajudam a ter mais clareza sobre seu diferencial e como comunicar isto ao seu público.

15. Utilize gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são termos e frases que provoquem um cliente para sair da zona de conforto. Na prática, essas frases e palavras transformam desejo em necessidade e facilitam na hora de negociar.

Todo termo pode ser um gatilho mental. Nesta técnica de persuasão, você precisa ter tato e entender por conta própria o que falar para provocar algum sentimento útil no cliente, como ansiedade, desejo e inquietação.

FAQ – Perguntas Frequentes

Técnicas de persuasão são formas de provocar uma pessoa e fazê-la chegar a uma conclusão de modo mais natural.

Elas não têm o mesmo fundamento que a PNL ou a hipnose. Fora isso, as técnicas costumam ser bem mais fáceis e geram resultados tão positivos quanto as outras formas de persuadir um cliente.

O storytelling e a prova social são as técnicas persuasivas mais comuns em empresas, principalmente nos serviços e produtos B2B.

O melhor para persuadir um cliente é estreitar o relacionamento e fazê-lo concluir que o seu serviço ou produto pode fazê-lo superar alguma necessidade.

ja, você monta um portfólio e ao mesmo tempo ganha por isso.

Os gatilhos mentais para vendas são formas de provocar um sentimento num potencial cliente. Geralmente, os gatilhos partem de dúvidas e angústias, transformando desejos em necessidades que devem ser resolvidas.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!