Trabalhos digitais: 12 opções para trabalhar pela internet

trabalhos digitais imagem 1

Com o avanço das tecnologias, os últimos anos foram marcados por um mercado de trabalho com o surgimento de diversas opções de trabalhos digitais que podem ser executados de casa ou de qualquer outro lugar com acesso à internet.

Dessa forma, as pessoas que querem focar as suas entradas financeiras nesse tipo de trabalho ou que desejam fazer uma grana extra, podem oferecer os seus serviços a vários potenciais clientes. São muitas possibilidades e, neste artigo, você poderá conhecer algumas delas!

O que são trabalhos digitais?

Para começo de conversa, é importante entender que os trabalhos digitais são realizados online, ou seja, não é necessário ir a um escritório para executá-los. Basta ter um computador e uma boa conexão com a internet para realizar as suas tarefas e entregar a demanda ao cliente.

Com o passar dos anos, a tecnologia permitiu que o modelo de trabalho freelancer ganhasse bastante espaço e adeptos. Além disso, para quem gosta de trabalhar e, ao mesmo tempo, conhecer o mundo, também é possível ser um nômade digital, ou seja, uma pessoa que não tem residência fixa e viaja enquanto trabalha.

Quais são os principais tipos de trabalhos digitais?

Agora que você já entendeu o que são esses tipos de trabalhos, não deixe de conferir a nossa lista repleta de dicas de opções de áreas de atuação que são ótimas para trabalhar de onde você quiser!

 

1. Produtor de conteúdo

O produtor de conteúdo é aquele profissional que escreve conteúdos informativos em formatos variados, como artigos, e-books, posts para redes sociais, entre outros. O objetivo desses conteúdos é oferecer uma informação relevante para um determinado público, sanando uma dor ou necessidade.

O crescimento do mercado digital fez com que a demanda por produtores de conteúdo aumentasse bastante nos últimos anos e é uma função muito simples de ser executada apenas com computador e internet. Algumas das principais funções deste profissional são:

      • pesquisar de referências e materiais de concorrentes;

      • contribuir com insights para a estratégia macro de conteúdo;

      • redigir o conteúdo;

      • formatar o conteúdo, como é o caso de artigos para blogs.

Para atuar na área, é necessário escrever bem, ter conhecimento sobre alguns elementos mais técnicos (SEO, por exemplo) e cultivar um olhar estratégico.

 

2. Designer gráfico

Trata-se de um profissional que faz projetos de comunicação visual, que podem incluir desenvolvimento de identidade visual, criação de logotipos e materiais como posts para redes sociais, panfletos, embalagens etc. O designer gráfico precisa ter um senso estético bem apurado e ser capaz de transmitir ideias e conceitos a partir de elementos visuais.

A maioria das empresas precisa deste profissional, seja para criar materiais digitais ou físicos. Para atuar na área, é fundamental ter conhecimento sobre softwares como Photoshop e Illustrator.

 

3. Desenvolvedor

Os desenvolvedores são responsáveis por criar por planejar, escrever, desenvolver e testar uma aplicação web, que pode ser um aplicativo, um site, um software ou um sistema operacional.

Este profissional pode se especializar em várias categorias, sendo as principais:

      • front-ed: responsável pelo desenvolvimento da parte visível do site, ou seja, tudo aquilo com o que o usuário pode interagir;

      • back-end: responsável pelo o que está por trás daquilo que o usuário vê, ou seja, a estrutura interna de uma aplicação;

      • full-stack: é capaz de exercer funções de front-end e de back-end, o que permite que ele acompanhe a evolução de um projeto em todas as etapas;

      • mobile: a expansão desse mercado faz com que os desenvolvedores mobile tenham acesso a um bom número de demandas.

4. Editor de vídeos

O editor de vídeos é responsável por pegar um material bruto de gravações sem cortes e editá-lo. Ao longo do processo, ele elimina falhas, corta excessos e estrutura toda a sequência de cenas para criar um vídeo com continuidade.

É um profissional que pode atuar com demandas de vários segmentos do mercado além dos mais tradicionais, que são TV e cinema. As agências de publicidade também precisam de editores, seja para trabalhar com comerciais como para vídeos online do Youtube, por exemplo.

Para executar muito bem o seu trabalho, deve ter as seguintes competências:

      • noções sobre estrutura de narrativas;

      • conhecimento sobre roteirização;

      • um olhar artístico aguçado;

      • afinidade com softwares de edição.

5. Social media

Com o crescimento das redes sociais nasceu a função do social media, que é responsável por planejar, gerenciar e analisar as mídias sociais de uma marca ou profissional.

Estes profissionais devem estar sempre conectados às tendências do mercado, novidades que surgem nas redes sociais e ter conhecimento sobre o público-alvo. Dessa forma, conseguem produzir conteúdos relevantes de acordo com os interesses e necessidades da persona do negócio.

Portanto, o gerenciamento também inclui um bom planejamento estratégico e a análise de resultados para sempre buscar aprimorar as ações.

 

6. Revisor de textos

Um revisor de textos é encarregado de revisar o material escrito com o objetivo de garantir correções, clareza e harmonia no resultado final. A sua função é orientar a aplicação de melhorias no texto de acordo com o objetivo e o público do mesmo.

Este profissional pode atuar com vários tipos de revisões, por exemplo, de textos literários, didáticos ou até mesmo conteúdos digitais (artigos, e-books, sites etc).

7. Tradutor de textos

Para quem gosta de trabalhar com textos e línguas, uma opção é atuar como tradutor. Ele é responsável por traduzir de um idioma para outro a versão escrita de documentos, livros ou até mesmo legendas de filmes.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, não deixe de ler nosso artigo sobre como ganhar dinheiro traduzindo textos! Você vai encontrar diversas possibilidades por lá!

8. Professor particular

A tecnologia também permite que professores particulares, principalmente de línguas, possam trabalhar de casa ou de qualquer outro lugar. Basta ter uma webcam e uma boa conexão com a internet para dar as aulas.

 

9. Copywriter

O copywriter atua com a escrita de textos altamente persuasivos, ou seja, que visam a conversão. O objetivo pode ser convencer o público a comprar algo, se inscrever em uma aula, baixar um material, entre outros. O importante é convencê-lo, por meio da escrita, a realizar uma ação.

Para atingir o resultado esperado, existem várias técnicas de copywriting, por exemplo, o uso de gatilhos mentais como: senso de urgência, escassez, exclusividade etc.

Além disso, é um profissional que pode atuar em vários tipos de textos, como:

      • slogans;

      • posts de redes sociais;

      • e-books;

      • e-mails.

Quer saber mais sobre o assunto? Então leia nossos artigos sobre copywriting!

10. Editor de podcasts

Com o crescimento de consumo de conteúdos em áudio, surge também a necessidade de profissionais especialistas em edição de podcasts.

Trata-se de uma pessoa responsável por fazer cortes, reduzir os ruídos do áudio e também incluir algumas transições para que o resultado final fique com alta qualidade e proporcione uma ótima experiência ao ouvinte.

11. Especialista em SEO

O especialista em SEO é responsável por planejar, aplicar e analisar estratégias que têm como objetivo melhorar o ranqueamento orgânico de sites e blogs em mecanismos de buscas orgânicos, como o Google.

Para atuar na área é importante ter conhecimento sobre ferramentas de palavras-chave, Google Analytics, Google Search Console, Google Trends, entre outras.

12. Roteirista

O roteirista cria ou adapta histórias para a realização de uma produção audiovisual, que pode ser um filme, série, novela, documentário, videoclipe, entre outras.

Dependendo do tipo da demanda, é possível trabalhar de casa, mas é importante ter em mente alguns pontos sobre essa área de atuação. Costuma ser um trabalho solitário, em que o roteirista precisa fazer uma pesquisa profunda e densa e, em seguida, o foco é na estruturação e escrita do roteiro.

Gostou das nossas dicas? O que não faltam são opções em várias áreas. Agora é só começar a se planejar para fazer a sua renda trabalhando online!

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!