befreela logo 2

Marketing pessoal nas redes sociais: tudo que você precisa saber

marketing pessoal nas redes sociais imagem 1

Em um mercado tão competitivo, saber fortalecer a sua marca pessoal de maneira estratégica é fundamental, principalmente para os freelancers. Fazer um bom marketing pessoal nas redes sociais traz benefícios que impactam positivamente a autoridade e credibilidade do seu trabalho.

Caso você ainda não saiba, marketing pessoal é um conjunto de técnicas e estratégias que valorizam a sua marca individual, fortalecendo uma imagem positiva que seja capaz de destacar os seus pontos fortes e habilidades.

Como profissional autônomo, você precisa que as pessoas conheçam o seu trabalho, valorizem o seu potencial e te indiquem para oportunidades. E o marketing pessoal nas redes sociais ajuda muito nesse sentido. Para entender como colocá-lo em prática, leia este artigo até o final e veja também exemplos de marketing pessoal clicando aqui!

7 dicas para fazer marketing pessoal nas redes sociais

Vamos começar com algumas boas práticas? Em seguida, confira o que recomendamos que você faça para promover a sua marca pessoal nas redes sociais. Confira:

1. Tenha clareza sobre a sua estratégia

Para fazer marketing pessoal, primeiro você precisa ter clareza sobre a sua marca pessoal e toda a estratégia que irá contribuir para fortalecer a sua imagem. Isso inclui compreender questões como:

      • objetivos (pelo o que você deseja ser reconhecido);
      • público;
      • canais;
      • editorias de conteúdo (assuntos que serão abordados);
      • frequência e formatos de conteúdo.

Não adianta simplesmente publicar qualquer conteúdo que passa pela sua cabeça, a estratégia é fundamental para fazer um excelente trabalho de marketing pessoal e chegar aonde você deseja.

Além disso, a definição de canais merece bastante atenção, pois ela deve ser baseada no público: onde as pessoas com as quais você quer conversas estão? Essa escolha deve ser baseada na análise de vários pontos e não somente de acordo com as redes sociais que estão em alta no mercado.

2. Defina uma identidade visual

Além das definições acima, você também deve fazer um trabalho com um designer para criar a sua identidade visual, ou seja, o conjunto de elementos gráficos e visuais da sua marca. Isso é muito importante para manter a consistência em toda a comunicação. Tenha em mente os seguintes pontos:

      • paleta de cores;
      • estilo de imagens;
      • tipografia;
      • ícones e formas.

Além disso, criar um logo também é essencial para fortalecer a sua marca e transmitir a mensagem que você deseja ao público.

3. Utilize técnicas de storytelling

Você já deve ter ouvido falar sobre storytelling, não é mesmo? Trata-se da arte de contar histórias, que tem o poder de transportar as pessoas para outras realidades, provocar emoções e gerar identificação.

Quando o assunto é marketing pessoal, você pode aprender a desenvolver narrativas atrativas, que mesclam razão e emoção e, assim, agregam valor para a sua marca. As pessoas se conectam naturalmente com histórias e, portanto, este é um recurso muito interessante para fortalecer a sua imagem por meio de conteúdos criativos nas redes sociais.

Uma dica é compartilhar as suas experiências, erros, acertos e aprendizados. Ao colocar a sua essência nos conteúdos, você consegue se aproximar muito mais do público e se afastar da impessoalidade, criando conexões verdadeiras e profundas.

4. Tome cuidado com os temas do momento

É muito comum as redes sociais serem invadidas pelos “trending topics”, ou seja, os temas do momento. De repente, todo mundo começa a criar conteúdo sobre algo só para tentar ganhar visibilidade instantânea.

Mas será que essa é uma boa estratégia de marketing pessoal?

Depende. Se aquele tema quente estiver diretamente relacionado à sua área de atuação, pode ser uma excelente oportunidade para se posicionar e criar algo. Por outro lado, se não tiver nada a ver com o seu nicho e completamente desalinhado às editorias de conteúdo da sua estratégia, não há razões para abordar o assunto.

Ao se posicionar em relação a temas que não contribuem para a sua marca pessoal, você corre o risco de sofrer o efeito inverso e prejudicar a sua imagem. Pense nisso!

5. Crie uma boa apresentação

A maioria das redes sociais possui um espaço de “apresentação”. No Instagram é a bio, no LinkedIn o “Sobre”, e por aí vai. Preste bastante atenção nesse campo, pois ele deve ser bem estratégico e fortalecer uma imagem positiva, incluindo o seu propósito, diferenciais e o que você tem a oferecer ao público. Essas informações precisam estar claras para as pessoas.

No Instagram é possível criar um “destaques” com mais informações sobre si mesmo e no LinkedIn há a funcionalidade do Cover Story, em que no mesmo campo da foto de perfil você pode adicionar um breve vídeo se apresentando. Usufrua das possibilidades.

6. Faça parcerias

Uma dica de ouro para crescer e fortalecer a sua marca pessoal é por meio de parcerias com outros profissionais da sua área. Essa é uma maneira de atrair um público fora da sua bolha e oferecer conteúdos que podem em diversos formatos, como lives.

7. Divulgue feedbacks de clientes

Para fortalecer a autoridade no seu nicho, sempre que possível divulgue feedbacks de clientes para, aos poucos, ir eliminando possíveis objeções dos potenciais clientes e aumentar a confiança em seu trabalho.

O que não fazer nas redes sociais?

Agora que você já conheceu as boas práticas, não se esqueça de ficar atento em relação àquilo que não é recomendado em relação ao marketing pessoal nas redes sociais:

Ignorar os seus seguidores

O trabalho de marketing pessoal também passa pelo relacionamento com os seguidores. Por isso, não menospreze essa etapa e tire um tempo do seu dia para interagir de forma simpática.

A partir do momento em que você se dispõe para produzir conteúdo, deve estar aberto para responder as pessoas que acompanham o seu trabalho.

Focar apenas em quantidade

Um dos grandes erros de quem está começando é acreditar que precisa publicar todos os dias e, com isso, acabar pecando na qualidade dos conteúdos.

Antes de tudo, o que você está criando deve ser profundo e relevante, caso contrário, não irá contribuir para a sua imagem. A consistência é importante, é claro, mas não pode estar acima da qualidade.

Postar conteúdos agressivos

Em uma sociedade tão polarizada como a nossa, é comum que algumas pessoas percam a linha quando se deparam com ideias diferentes das suas. Esteja preparado para esse tipo de situação e, mesmo que haja comentários rudes nos seus conteúdos, procure manter a calma e a educação.

Além disso, estude muito bem o seu público para não cometer o erro de criar conteúdos que podem soar ofensivos.

Com todas estas dicas você já sabe como fazer marketing pessoal nas redes sociais, não é mesmo? Comece a colocar em prática agora mesmo!

FAQ – Perguntas Frequentes

As redes sociais oferecem uma possibilidade incrível para profissionais autônomos e empreendedores, pois são canais digitais com enorme alcance. Se o marketing pessoal for bem executado, você conseguirá atrair mais potenciais clientes e fechar negócios.

Foque em uma imagem pessoal impactante, consistente e integrada. Para isso, utilize fotos de boa qualidade e que transmitam a sua essência, crie uma identidade visual e mantenha o mesmo pano de fundo (missão, visão, valores, propósito) na sua comunicação.

Utilize as funcionalidades das redes sociais voltadas para este objetivo, por exemplo:

      • Instagram: bio e destaques;
      • LinkedIn: sobre e cover story.

Além disso, você pode explorar conteúdos em vídeo, artigos ou imagens para contar mais sobre a sua trajetória, conhecimento e experiências.

      • Arrogância;
      • Tentar parecer algo que você não é;
      • Agressividade;
      • Não demonstrar autoconfiança;
      • Posicionar-se como dono da verdade.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!