Como fazer marketing pessoal: conheça as 5 dicas essenciais

Cultivar uma boa reputação para o benefício da carreira sempre foi algo necessário, mas isso ganhou novas proporções na era digital.

O marketing pessoal é a grande estratégia que auxilia profissionais a se destacarem por suas habilidades singulares, conquistando espaço no mercado e alavancando significativamente os seus negócios.

Leia agora as 5 dicas essenciais para desenvolver um marketing pessoal eficiente:

1. Estabeleça uma identidade

Antes de mostrar para o mundo quem você é, pergunte a si mesmo: eu sei quem sou?

Nem sempre essa resposta está clara como pensamos estar, mas é o ponto de partida para qualquer projeto que leva a nossa assinatura e os nossos valores. Temos que partir da consciência sobre a própria essência.

Uma boa ferramenta que ajuda no processo de autoconhecimento é a Matriz SWOT; ali ficam claras as fraquezas, forças, oportunidades e ameaças, itens úteis na hora de desenvolver um planejamento de marketing, inclusive o pessoal.

Descubra o que te motiva e o melhor que tem a oferecer para o mundo, assim conseguirá desenvolver os elementos visuais que traduzem esta verdade.

Esses componentes visuais incluem um logotipo, a imagem nos espaços digitais, a linguagem da comunicação, técnicas de oratória e habilidades sociais.

Ao pensar em si mesmo como uma marca, precisa levar em consideração fatores como a missão, visão e os valores que deseja representar. Isso vai nortear a sua estratégia e seus objetivos.

2. Crie uma presença digital

Muito do mundo hoje acontece no meio digital: sejam negócios, lazer ou aprendizado. Grande parte do seu marketing pessoal precisa ser planejado para acontecer online. Ou seja, você precisa criar uma sólida presença digital.

Essa presença digital é o que facilita que as pessoas te encontrem e conheçam quem você é. Vivemos em uma era onde a arma mais poderosa é a informação; é também esta informação que atribui segurança a essas pessoas.

Aliás, muitos recrutadores hoje checam os perfis de candidatos nas redes (às vezes antes mesmo de entrevistá-los!).

Aqui, você pode tanto mesclar ações que garantam bom tráfego orgânico como também pode investir em publicidade paga, principalmente se o seu intuito final for o impulso de vendas.

O ideal é que você esteja presente em diferentes plataformas, traçando um planejamento estratégico de conteúdo e visibilidade em cada uma delas.

Site e/ou blog

Um site e/ou um blog próprio é ótimo para que reúna todas as informações sobre você e o seu trabalho em um só lugar de modo simples. É também a plataforma sobre a qual você tem total controle, podendo personalizá-la da forma que quiser e expor suas opiniões profissionais e pessoais.

Além disso, um site próprio é excelente para que consiga executar e monitorar uma estratégia de funil de vendas, construindo toda uma jornada desde a descoberta até à conversão.

Instagram

Já as redes sociais são uma excelente vitrine, com um alcance enorme, para as suas habilidades e singularidades, então não podem ser ignoradas.

Escolher em quais redes sociais deve estar têm muito a ver com o seu segmento de mercado e essa decisão precisa ser tomada com cautela; não adianta apostar em todas as redes simultaneamente sem ter um plano traçado, pois dificilmente conseguirá alcançar o objetivo esperado.

O Instagram, por exemplo, é uma rede social visual voltada para imagens e vídeos. É bem consolidado e já conquistou um grande público. Pode-se dizer que é uma das principais redes usadas no Brasil.

Muitas pessoas têm no Instagram a vitrine perfeita para o marketing pessoal, utilizando-se das ferramentas que a plataforma disponibiliza para negócios, como estatísticas de engajamento e alcance de publicações.

Facebook

Além do Marketplace que existe dentro da plataforma (muito benéfico para quem comercializa produtos), a grande sacada de usar o Facebook é aproveitar as ferramentas de divulgação, incluindo os grupos.

As interações interpessoais que acontecem nesses grupos são ótimas para fortalecer uma comunidade e gerar um relacionamento duradouro com o público que se deseja atingir.

LinkedIn

Uma rede social que recomendamos muito é o LinkedIn, o verdadeiro ponto de encontro do mundo corporativo. É um espaço excelente para fazer networking e encontrar potenciais clientes, principalmente para negócios B2B.

Há tempos deixou de ser um mero “depósito de currículos” e se tornou uma rede ideal para produzir e compartilhar conteúdo, participar de comunidades interativas e construir uma reputação como uma referência no mercado.

Fique de olho que um pouco mais abaixo daremos uma dica interessante para quem quer investir em marketing pessoal no LinkedIn.

Outras opções de redes sociais

Se o público do seu segmento gosta de vídeos, é imprescindível que aposte no Youtube ou no TikTok (preferencialmente ambos). São duas redes muito em alta, excelentes para gerar autoridade e obter grande alcance em visualizações.

E ainda temos o Pinterest e o Twitter, espaços que nem sempre são considerados por negócios, mas que possuem grande assiduidade de usuários.

Muitas pessoas utilizam o Pinterest para pesquisar por itens que já desejam comprar. Enquanto o Twitter é ótimo para gerar burburinho a respeito de um tema ou posicionamento.

Por último, a dica é que tenha um cartão digital. Como um cartão de visitas, sabe? Esta prática ainda não é tão comum, mas pode ser uma boa carta na manga, aquele “extra mile” do qual se fala às vezes.

3. Crie uma estratégia de conteúdo

Ao construir um marketing pessoal eficiente, algo que não pode faltar no seu planejamento é uma estratégia de produção de conteúdo. Esta é a verdadeira maneira que faz os profissionais se destacarem hoje.

Não é à toa que vemos profissionais como psicólogos, professores, engenheiros, arquitetos e até médicos fazendo publicações sobre as áreas nas quais trabalham, investindo em criar imagens e vídeos atrativos.

Sua estratégia de conteúdo precisa focar em sanar as dores, necessidades e dúvidas do público. E o ingrediente chave deve ser a autenticidade. Com tantas pessoas usando essa tática, essa é a única forma de atrair a atenção.

Aposte em técnicas de Marketing de Conteúdo e Copywriting para criar materiais relevantes que engajem e tragam resultados.

O ideal é organizar esse material de maneiras diferentes, de acordo com o objetivo e o nível de envolvimento do lead com a sua marca. Algumas opções de formatos são artigos otimizados para SEO publicados no blog e/ou no LinkedIn Pulse, infográficos, videoaulas, ebooks, podcasts, webinários e Master Classes.

4. Faça networking online e off-line

Fazer networking é aquele conselho antigo que sempre ouvimos em qualquer tipo de profissão. E honestamente? Continua sendo uma das dicas mais eficientes no mercado.

Converse com pessoas, aquelas do mesmo segmento e de áreas completamente diferentes.

Existe (literalmente) um mundo de contatos a um clique de distância e expandir as suas conexões é muito eficaz na prospecção de potenciais clientes.

A vida não acontece só no ambiente digital, porém, então fique de olho nos eventos principais na cidade onde mora (ou onde está no momento) e participe!

O diálogo olho no olho não se perdeu e precisa ser considerado. Faça cursos presenciais, assista a palestras e workshops, e aproveite até aqueles dias em que trabalha em um espaço de coworking para trocar figurinhas.

Participar desses eventos é ótimo para encontrar novas oportunidades, se manter atualizado das tendências no mercado e construir um nome que as pessoas reconhecerão.

Dica de livro para estimular o networking: Nunca almoce sozinho, por Keith Ferrazzi

O livro “Nunca Almoce Sozinho” do Keith Ferrazzi aborda sugestões para construir e cultivar relações com colegas de trabalho e amigos, solidificando uma importante rede de contatos para conquistar objetivos e conseguir oportunidades.

São 31 capítulos focados em relações humanas e na importância do desenvolvimento de uma comunidade para que os indivíduos alcancem o verdadeiro sucesso e felicidade.

5. Invista em qualificação

Deixamos essa dica para o final, mas ela não é a menos importante de maneira alguma. O melhor marketing pessoal é a sua competência e a competência é um resultado construído com muito aprendizado e prática.

Invista em oportunidades, virtuais e presenciais, que agreguem valor para o conhecimento que já possui e criem possibilidades para a construção de novos conhecimentos.

Fazer cursos na sua área de atuação é essencial, mas não se limite! Sempre há alguma habilidade que precisamos dominar ou aperfeiçoar: pode ser falar em público, gerenciar melhor o tempo ou mesmo saber precificar o próprio trabalho de modo justo. Sempre há algo novo a se aprender.

E falando sobre aprender, temos uma recomendação excelente:

Dica de curso: Marketing Pessoal e Produção de Conteúdo no LinkedIn

O curso de Marketing Pessoal e Produção de Conteúdo no LinkedIn usa os conceitos de Marketing Pessoal e Marketing de Conteúdo para te ensinar o compilado de estratégias que levou Matheus de Souza, criador do curso, a se tornar um Top Voice na rede.

Esta não é uma formação que promete te oferecer a pílula milagrosa, mas que se compromete a te ajudar a produzir conteúdos com consistência e transparência para ser verdadeiramente visto e lembrado na plataforma.

E aí, gostou das dicas? Conta pra gente se elas foram úteis!

E se quer saber mais sobre o assunto, dá uma olhada nas dúvidas frequentes sobre marketing pessoal que reunimos aqui embaixo.

FAQ – Perguntas Frequentes

O marketing pessoal é um conjunto de estratégias focadas em fortalecer a imagem de um profissional por meio de sua marca individual: as características, habilidades, experiências e valores que ele possui. É uma ferramenta poderosa para a construção de autoridade e posicionamento como referência no mercado.

Ao trabalhar táticas como produção estratégica de conteúdo, forte presença digital e networking constante online e off-line, o profissional ganha credibilidade e se torna mais atrativo tanto para a contratação por empresas, parcerias com outros negócios e confiança de possíveis clientes.

O marketing pessoal tem como principal objetivo auxiliar o profissional a construir ou alavancar a carreira em seu segmento de atuação por meio da construção de uma imagem de destaque, algo que o diferencie dos demais.

Isso pode ser percebido em uma contratação, grande promoção e crescimento de um negócio próprio. Todas as pessoas, em qualquer momento da carreira, podem se beneficiar com a estratégia.

O marketing pessoal ajuda a atrair atenção para o seu trabalho e conquistar espaço no mercado. Afinal, para que as pessoas enxerguem você e seu negócio como competentes, elas precisam estar cientes do que faz e da qualidade de seus serviços. Para ser visto, você precisa ser acessível.

Isso inspira confiança em clientes e empresas, impulsiona vendas, estimula que o seu trabalho alcance mais pessoas, conecta você a oportunidades e expande as suas possibilidades de atuação.

Quer continuar aprendendo? Confira algumas dicas para construir o seu branding digital.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!