E-mail marketing: 9 exemplos para inserir na sua estratégia

email marketing exemplos imagem 1

Há quem diga que o e-mail marketing está perdendo as suas forças, mas os especialistas no universo digital sabem que isso é um grande mito. Grandes exemplos de e-mail marketing comprovam que, quando bem executado, este formato de conteúdo é capaz de trazer ótimos resultados para empresas e profissionais autônomos.

Este artigo é para você que deseja aprender mais sobre as peculiaridades do e-mail marketing e conferir seus principais tipos e exemplos. Continue a leitura para conferir tudo!

O que é e-mail marketing?

Antes de se aprofundar nos exemplos de e-mail marketing, é importante entender sobre o que ele se trata. Bom, nada mais é do que uma estratégia focada em disparos de e-mails para o seu público, que podem ser clientes, leads etc. O objetivo de tais disparos é atingir metas de marketing.

Mas não se engane: isso não significa enviar mensagens aleatórias para os cadastrados na sua lista de e-mail. É necessário ter uma estratégia por trás dos envios, ou seja, é importante saber entender os principais formatos e como usufruir de cada um em benefício das suas metas.

Para quem está começando, indicamos conhecer as melhores plataformas de e-mail marketing e, é claro, estudar técnicas de copywriting, pois isso faz toda a diferença na construção de um e-mail atrativo.

Agora que você já entendeu o que é e-mail marketing, vamos aos exemplos práticos?

1. E-mail de boas-vindas

O e-mail de boas-vindas é aquele que o novo usuário recebe assim que se cadastra na sua lista. Por isso, tem um tom mais acolhedor e demonstra preocupação em explicar como funciona a empresa/curso/serviço. Basicamente, é uma maneira de se apresentar ao usuário e ajudá-lo a entender melhor o universo daquela marca ou profissional.

Confira um exemplo abaixo:

2. E-mail de ofertas e produtos

Os e-mails de ofertas são aqueles que têm como foco principal divulgar valores promocionais de um produto ou serviço. Para isso, podem ser utilizadas técnicas de copywriting como escassez, tempo limitado ou exclusividade.

Também há os e-mails que apenas comunicam um produto ou serviço sem necessariamente uma oferta atrelada. É comum que sejam exploradas as características e diferenciais do mesmo e, nesse caso, podem ser utilizadas imagens e até mesmo depoimentos de clientes, que funcionam como provas sociais.

Confira um e-mail focado em uma oferta com tempo limitado:

3. E-mail de datas comemorativas

Ao longo do ano acontecem diversas datas comemorativas, como Dia das Mães, Black Friday, Natal, Páscoa etc. Nesses momentos, as marcas utilizam seus canais para divulgar promoções ou lançamentos específicos, sendo o grande foco as condições especiais daquele período.

Abaixo, confira um exemplo de campanha de Black Friday:

4. E-mail de lançamentos

Os lançamentos, seja de um produto ou serviço, costumam ser momentos repletos de planejamentos e expectativas de grandes vendas e movimentações. Os e-mails têm um papel fundamental na estratégia, sendo uma ferramenta importante para comunicar detalhes referentes aos dias e horários de lançamento.

Além disso, pode ser um canal que oferece um sentimento de exclusividade, por exemplo, por meio de mensagens como: “Cadastre-se o seu e-mail para receber as novidades em primeira mão e garantir uma das 20 vagas disponíveis.”

Confira um exemplo de e-mail de lançamento de produto:

5. Newsletter

A newsletter é um e-mail informativo e periódico no qual o objetivo principal é fortalecer a relação com o cliente e deixá-lo sempre atualizado em relação às novidades. É um formato interessante para entender melhor o comportamento do usuário e, até mesmo, realizar vendas.

Confira um exemplo:

6. E-mail transacional

Os e-mails transacionais têm como objetivo transmitir segurança para as pessoas, por exemplo, por meio de informações sobre a confirmação do pagamento de um pedido. A mensagem deve ser clara e objetiva.

Um ótimo exemplo é a Amazon, que envia automaticamente um e-mail de confirmação quando é realizada uma compra e o pedido enviado:

7. E-mail de conversão

A conversão em um e-mail significa que um usuário fez exatamente aquilo que você queria que fizesse. Pode ser uma compra, clique, cadastro ou download, por exemplo. Você tem um objetivo e, por meio de técnicas variadas (incluindo o copywriting) irá convencer aquela pessoa a fazer o que você deseja.

Em seguida, você pode conferir um exemplo:

8. E-mail de e-commerce

Os e-mails focados em e-commerce, ou seja, com foco em produtos, precisam de uma atenção especial para o design. Nesses casos, o conteúdo da mensagem funciona quase como um catálogo e, para evitar uma comunicação confusa, é fundamental garantir uma harmonia entre os elementos visuais.

Abaixo, confira um exemplo:

9. E-mail para usuário inativos

Toda lista de e-mails conta com usuários inativos, ou seja, aqueles que não abrem as mensagens recebidas. Para voltar a ter o engajamento dessas pessoas, é utilizada uma estratégia de e-mail marketing focada nesses usuários.

O conteúdo deve ser objetivo e bem argumentativo, deixando claro por que ele deve voltar a interagir. Em alguns casos, pode ser interessante também ressaltar que ele tem a opção de se descadastrar, caso seja o que prefere fazer.

Em seguida, um exemplo deste tipo de e-mail:

Bônus: os 5 elementos fundamentais de um e-mail marketing

Para criar um e-mail de sucesso, é preciso conhecer os seus principais elementos e entender como trabalhá-los da melhor forma. Em seguida, descubra quais são e confira orientações para colocar em prática:

1. Assunto

O assunto do e-mail é o primeiro ponto de contato do usuário com a mensagem recebida, por isso, se não for atrativo o suficiente, o e-mail não será aberto. Para atingir o objetivo proposto, o assunto deve ser muito bem pensado, instigar a curiosidade e, em hipótese alguma, deve prometer algo que não cumpre, ou seja, que o e-mail não entrega de fato.

2. Corpo do e-mail

Se o assunto for bom o suficiente, o usuário irá clicar e terá acesso ao corpo do e-mail. Agora que você já tem a atenção daquela pessoa, não pode perdê-la no meio do caminho.

O corpo do e-mail deve ser muito bem estruturado e deixar bem claras as informações apresentadas, ou seja, a mensagem daquele conteúdo. Além disso, é fundamental que haja um call to action que induza uma ação.

3. CTA

O call to action é uma “chamada para a ação”, ou seja, deve orientar o usuário a realizar uma determinada ação. Para criar um ótimo CTA, é necessário ter um objetivo definido e ter clareza sobre o que se deseja que a pessoa faça após ler o e-mail.

O CTA pode aparecer em diferentes formatos, como sidebar, textos com n links ou imagens. Entre os vários objetivos de um CTA, conheça alguns deles:

      • gerar tráfego para o site ou blog;
      • obter seguidores para as redes sociais;
      • garantir visualizações de vídeos;
      • converter usuários em clientes;
      • fazer com que respondam uma pesquisa.

4. Opção de descadastro

É muito importante que o seu e-mail ofereça uma opção de descadastro, ou seja, o usuário deve ter a possibilidade de se desvincular da lista de e-mail a qualquer momento.

5. Organização visual

Alguns e-mails podem contar imagens e outros elementos visuais. Nesse sentido, é necessário garantir uma organização harmônica e que contribua para a retenção do usuário. E-mails poluídos e com informações desorganizadas podem confundir e gerar desengajamento.

______________________________

Gostou das dicas e orientações? Agora que você já sabe como o e-mail marketing é poderoso e conferiu vários exemplos, pode começar a estruturar a sua estratégia!

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!