befreela logo 2

Conteúdo para marketing digital: tudo que você precisa saber para começar

conteudo para marketing digital imagem 1

Produzir bom conteúdo para marketing digital é totalmente diferente se simplesmente saber escrever bem, como aprendemos na escola, por exemplo. Para atingir os objetivos propostos em uma estratégia de marketing digital, o conteúdo deve seguir algumas boas práticas deste universo.

Existem vários formatos de conteúdos digitais e, cada um, tem as suas particularidades. Neste artigo, você poderá aprender sobre as recomendações gerais para essa criação e também pontos mais específicos sobre cada formato. Continue a leitura para ter acesso a todas essas dicas e informações!

O que levar em consideração na criação do seu conteúdo? Os 4 fatores principais

Um bom conteúdo, independentemente do seu formato, deve ser bem planejado, executado e revisado. Para isso, a recomendação é que ele passe pelas seguintes etapas:

1. Clareza sobre o objetivo

Antes de criar um conteúdo, se pergunte: o que desejo alcançar com ele? Se você não tem clareza sobre o objetivo, ele acaba se tornando “aleatório”. Pode até desempenhar bem, mas será que está contribuindo para o que você quer conquistar?

Além disso, o objetivo direciona quais métricas devem ser analisadas para saber se o conteúdo trouxe ou não os resultados esperados. Isso porque um conteúdo que visa conversão precisa ser analisado a partir de métricas diferentes daquele que deseja promover o conhecimento de marca, por exemplo.

2. Análise de concorrência e referências

Analisar a concorrência é importante para entender o que outros profissionais e/ou empresas estão falando sobre o assunto que você deseja abordar. A partir disso, fica mais fácil entender como se diferenciar e gerar valor para o seu cliente. Dessa forma, você é capaz de produzir um conteúdo sobre temas que várias pessoas abordam, mas não oferecer apenas “mais do mesmo”.

As referências, por sua vez, são interessantes para que você possa se aprofundar em alguns conceitos, tirar dúvidas e conferir exemplos. Dessa forma, você pode tornar o seu conteúdo mais profundo e diferente.

3. Conhecimento sobre a persona

Entender os objetivos, sonhos, dores, medos, hábitos e inseguranças da sua persona é fundamental para produzir conteúdos que realmente sejam atendam suas necessidades.

Quando você não sabe com quem está falando, o seu conteúdo é como “um tiro no escuro” e há grandes chances de não atender ao objetivo proposto inicialmente. É apenas conhecendo a sua persona que você consegue entender o que ela busca para, então, oferecer conteúdos alinhados a isso.

4. Definição de editorias de conteúdo

As editorias de conteúdo são outro ponto muito importante, porque evitam que você saia criando conteúdo sobre qualquer coisa que se passa pela sua cabeça. As editorias são os nichos de conteúdo, ou seja, os grandes assuntos que você vai abordar nos conteúdos, que devem estrar atrelados aos objetivos e à persona.

Quais são os formatos de conteúdo para marketing digital?

Existem muitos formatos de conteúdo para marketing digital. Lembre-se de que você não precisa necessariamente incluir todos na sua estratégia: foca nos seus objetivos e na sua persona. Em seguida, confira os principais:

1. Blog posts

Este é um dos formatos de conteúdo mais utilizados nas estratégias de marketing digital. Apesar de o foco ser o texto, são muito versáteis, permitindo a inclusão de imagens, vídeos e áudios.

Os artigos podem ter de 500 a mais de 2000 palavras, dependendo do objetivo e do assunto abordado. De acordo com as características da persona, podem ser trabalhados conteúdos variados, como educativos, informativos etc.

Além disso, por meio dos blog posts é possível trabalhar o ranqueamento no Google com o objetivo de atrair mais visitantes para o seu site. Por isso, estudar sobre SEO é muito importante nesse caso.

2. Posts nas redes sociais

Os conteúdos para redes sociais variam bastante conforme o canal: Instagram, LinkedIn, Pinterest, Twitter, Facebook, TikTok etc. Cada um oferece certas possibilidades de formatos.

O importante aqui é ter em mente que não é necessário produzir conteúdo para todos os canais. Para essa definição, você deve analisar o que faz sentido para a sua estratégia e onde a sua persona está ativamente consumindo conteúdo.

3. Vídeos

O consumo de vídeos cresceu muito nos últimos anos e redes sociais como TikTok e Youtube viram os seus números explodirem. Até mesmo o Instagram passou a priorizar este formato de conteúdo para se manter alinhado às tendências.

O ponto positivo dos vídeos é que são mais dinâmicos e rápidos de serem consumidos. Além disso, proporcionam um contato mais próximo com os seguidores, que normalmente gostam de consumir um conteúdo que conta com um ser humano falando do outro lado da tela.

4. Reels

Os reels foram lançados pelo Instagram com o objetivo de competir com o TikTok, que explodiu nos últimos anos com seus vídeos curtos. Trata-se de um formato de conteúdo que permite a criação de vídeos de até 30 segundos, nos quais é possível adicionar músicas, filtros e textos.

Para a criação, você pode gravar os vídeos com a câmera do celular ou resgatar vídeos da galeria. O objetivo é oferecer aos usuários um conteúdo mais curto e dinâmico.

5. Newsletters

Quando o assunto é conteúdo por e-mail, a newsletter é um ótimo formato. Com o auxílio de plataformas de e-mail marketing, você cria templates, define uma frequência e automatiza os envios.

Por meio da newsletter, é possível enviar artigos, e-books e outros materiais aos assinantes. Um dos seus principais benefícios é a comunicação direta com as pessoas e a possibilidade de segmentação.

6. Webinars

Os webinars são a versão online e ao vivo de palestras e conferências. Por meio deste formato de conteúdo é possível realizar treinamentos, aulas, seminários e demonstrações.

Trata-se de uma maneira muito eficiente de gerar e qualificar leads. Além disso, há a possibilidade de gravar os webinars para que sejam disponibilizados para aqueles que não puderam assistir ao vivo.

7. E-books

Os e-books são materiais ricos que visam a geração de leads. É um livro digital em PDF, com uma média de 3 mil palavras (alguns podem ser menores e outros maiores). A principal característica é a profundidade do conteúdo e a diagramação do material, que conta com um design específico.

8. Podcasts

Os conteúdos em áudio estão cada vez mais em alta e, com isso, os podcasts ganham muitos ouvintes que gostam de escutar enquanto realizam outras atividades. Por meio de plataformas como Spotify e Anchor, é possível escutar episódios sobre temas variados.

É um formato muito dinâmico e interessante para realizar entrevistas, promover debates e proporcionar dicas e reflexões.

9. Lives

As lives são transmissões ao vivo pela internet, permitindo que o público interaja ao mesmo tempo que consome o conteúdo. Normalmente, são realizadas pelo Instagram, LinkedIn ou Youtube.

É uma maneira de se aproximar dos seguidores e, além disso, há vários tipos de lives, por exemplo:

      • entrevistas;
      • bastidores;
      • perguntas e respostas;
      • transmissão de um evento.

10. Áudio posts

Para aqueles que buscam otimizar o tempo e fazer mais de uma tarefa por vez, os áudio posts são um excelente formato de conteúdo. Nada mais são do que os blog posts em formato de áudio.

São utilizadas narrações humanas dos artigos publicados em um blog. São práticos e fáceis de serem consumidos.

11. Audiobooks

Os audiobooks dizem respeito à narração de e-books, facilitando o consumo do conteúdo para quem gosta de escutar conteúdos enquanto dirige, faz alguma atividade doméstica ou está no transporte público.

_____________________________

Com todas essas orientações, pode apostar que você já tem bastante informação em mãos para começar a testar diferentes conteúdos e montar a sua estratégia!

Quer saber mais sobre o assunto? Então talvez você possa gostar do nosso artigo com ideias de e-mail marketing criativos! Quem sabe você não começa a criar sua newsletter?!

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!