Conteúdo para LinkedIn: dicas de uma Top Voice para dominar a rede

Só no Brasil são mais de 50 milhões de usuários na maior rede social profissional do mundo. Por isso, produzir conteúdo para LinkedIn não pode ser algo que você vai deixar para  depois, principalmente se for um profissional freelancer.

Trata-se de um canal que é muito mais do que um currículo virtual, pois oferece inúmeras possibilidades de formatos de conteúdo e é um ambiente no qual o networking é muito rico. Ao criar uma boa estratégia e utilizar o LinkedIn da forma certa, pode ter certeza de que você conseguirá encontrar clientes, fazer parcerias, ganhar visibilidade e, é claro, fortalecer a sua autoridade.

Neste artigo, confira dicas essenciais para dominar a rede e criar conteúdo de qualidade. Leia até o final e comece a colocar tudo em prática o quanto antes!

Os três pilares de um perfil forte no LinkedIn

Criar conteúdo no LinkedIn não significa escrever qualquer coisa que se passa pela sua cabeça, publicar uma vez a cada três meses e sumir do mapa. Isso não trará nenhum resultado.

Para alcançar potenciais clientes e colher os frutos da rede, é preciso se lembrar de três principais pilares:

1. Marca Pessoal

O primeiro ponto é a marca pessoal, que é aquilo pelo o que você é reconhecido, ou seja, a percepção que as pessoas têm sobre você. Lembre-se de que os seus conteúdos devem reforçar uma determinada imagem e, para isso, antes de tudo você precisa saber qual imagem é essa. Existem vários cursos e mentorias de marca pessoal que podem ajudar nesse sentido.

2. Produção de Conteúdo

O segundo pilar é a produção de conteúdo em si, pois para se manter vivo na rede é preciso criar conversas relevantes alinhadas à marca pessoal que você deseja fortalecer e que sejam de interesse do seu público-alvo. Para isso, é necessário definir as editorias de conteúdo (não adianta falar sobre tudo, é preciso ter foco), a frequência e os formatos.

3. Networking

E, por fim, o networking, que também é essencial para crescer no LinkedIn. Além de responder aos comentários dos seus próprios posts, é necessário tirar um tempo para se relacionar com outras pessoas na rede, curtindo e comentando publicações de forma inteligente. Lembre-se de que o LinkedIn reverbera os conteúdos por muito tempo, então tudo o que você comenta ou curte aparece para parte das suas conexões.

Quais são os formatos de conteúdo para LinkedIn?

O LinkedIn é uma rede social muito versátil, permitindo que os seus usuários publiquem conteúdo em formatos variados. Em seguida, confira  quais são os principais:

Artigo

Os artigos são conteúdos mais longos, ideais para fortalecer a sua autoridade no seu nicho, trazer argumentos mais profundos e demonstrar a sua expertise.

Conta com a funcionalidade da newsletter, em que o usuário cria uma news com uma temática e frequência e qualquer pessoa pode assiná-la. Sempre que você publicar algo, os assinantes recebem uma notificação por e-mail e no próprio LinkedIn.

Post no feed

O post no feed oferece muitas possibilidades, pois é possível trabalhá-lo com ou sem imagem e também com um carrossel de imagens em PDF, que funciona de forma muito parecida com o Instagram.

É interessante testar o que desempenha melhor na sua rede e utilizar este formato para reflexões mais curtas, lançamentos, dicas rápidas etc. Dê uma atenção especial à primeira frase do post, que será responsável por fisgar o leitor.

Live

O LinkedIn também já conta com a funcionalidade da live, permitindo que o usuário ofereça um conteúdo ao vivo para os seus seguidores. É possível realizar a live sozinho ou com outras pessoas e os usuários podem confirmar presença.

Vídeo

Publicar vídeos é outra possibilidade interessante, pois é uma forma de criar uma conexão mais humana e próxima com os seus seguidores. Com um celular e uma boa iluminação você já consegue fazer um vídeo, é recomendado que não seja muito longo para não perder a atenção do usuário.

Enquete

Por fim, as enquetes são uma forma de interagir com o público, entender mais sobre o perfil de quem acompanha os seus conteúdos e tirar dúvidas. Evite, no entanto, realizar enquetes sem propósito, apenas para gerar engajamento que não leva a lugar nenhum, pois pode ficar cansativo e atrapalhar a construção da sua marca pessoal.

Sobre o que produzir conteúdo no LinkedIn? 6 ótimas ideias

Esqueça aquela ideia ultrapassada de que o LinkedIn é uma rede muito formal, pois tem espaço para todo mundo ser autêntico. Para te ajudar, trouxemos algumas ideias sobre o que produzir conteúdo na rede:

1. Compartilhar histórias e aprendizados

Ao contar histórias, erros e acertos da sua trajetória, você cria uma conexão muito mais próxima e emocional, além de ser uma maneira de ajudar as pessoas em relação a algum problema ou desafio.

Lembre-se, no entanto, de que isso não significa inventar histórias mirabolantes só para atrair a atenção do público. Seja honesto e compartilhe apenas aquilo que irá contribuir de alguma forma para fortalecer a sua marca pessoal.

2. Dar dicas sobre a sua área de atuação

Quer ser visto como autoridade na sua área de atuação? Então, compartilhe o seu conhecimento com dicas e orientações para aqueles que querem aprender mais sobre o que você faz.

3. Falar sobre tendências do seu setor

Publicar conteúdos de terceiros, como notícias de portais como Exame, Uol, Globo.com, também é uma forma de gerar conversas relevantes por meio de pautas quentes. Nesse caso, sempre coloque junto do link um breve texto com uma opinião ou questionamento sobre o tema.

4. Reforçar a sua autoridade

Conteúdos que reforcem a sua autoridade e credibilidade também são importantes. Você pode fazer isso compartilhando projetos executados, feedbacks de clientes ou até mesmo prêmios e reconhecimentos.

5. Dar dicas de livros, séries, aplicativos

O que você gosta de fazer no seu tempo livre? Se você é um apaixonado por literatura, por exemplo, por que não fazer conteúdos com dicas de livros? Já se você é um mentor de produtividade, por exemplo, pode dar dicas de ferramentas que facilitam a rotina de trabalho.

Para essas dicas, pense no que você gosta, o que é interessante para o seu público e, ao mesmo tempo, fortalece a sua marca pessoal.

6. Compartilhar conquistas e celebrações

Finalizou um curso? Ganhou um prêmio? Completou um ano como freelancer? Conte essas conquistas no LinkedIn. Elas podem ser úteis para fortalecer a sua autoridade ou simplesmente compartilhar com as pessoas um pouco do que você tem realizado no dia a dia.

__________________________

Gostou das nossas dicas de conteúdo para LinkedIn? Agora é só começar a criar a sua estratégia e colocar a mão na massa!

Ah, e não esqueça de ler nosso post sobre como usar o LinkedIn para encontrar trabalhos remotos e “freelas”!

FAQ – Perguntas Frequentes

Tenha clareza dos seus objetivos, conheça o seu público-alvo, defina as suas editorias de conteúdo, os formatos e a frequência que irá publicar.

Produzir conteúdo no LinkedIn é uma ótima estratégia para freelancers ganharem visibilidade, fortalecerem a autoridade e prospectarem clientes.

Não existe um melhor tipo de conteúdo, tudo depende da sua estratégia e do seu público, pois cada um cumpre um papel. Os artigos, por exemplo, são excelentes para conteúdos mais profundos e ajudam a fortalecer a autoridade. Os posts no feed, por sua vez, são ótimos para comunicar novidades e reflexões curtas.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!