befreela logo 2

Como ganhar dinheiro com blog: 12 dicas para rentabilizá-lo

como ganhar dinheiro com blog imagem 1

Tem um blog mas não sabe como ganhar dinheiro com ele?! Saiba que você não está sozinho. Muitos blogueiros e blogueiras sofrem com o mesmo dilema.

Num mundo repleto de “blogueiros do Instagram”, parece que o blog morreu e que a única forma de ganhar dinheiro na internet é através das redes sociais. 

Entretanto, sempre que você vai ao Google procurar por algo vai acabar acessando um site ou blog. E estes acessos podem te trazer renda, seja por meio de links de afiliados, compras diretas ou por cliques.

Portanto, neste artigo reunimos as principais formas de ganhar dinheiro com blog para que você possa analisar as melhores oportunidades para você e seu site!

Vamos lá?!

1. Marketing de afiliados

Muitos produtores de conteúdo falam sobre ganhar dinheiro como afiliado. E esta é uma excelente alternativa, mas é preciso foco e conhecimento do mercado, além de boas práticas e técnicas de venda.

Como produtor de conteúdo, seu objetivo deve ser inserir links de produtos que sejam úteis para o público que acompanha o seu blog e tem interesse no nicho sobre o qual você fala.

Uma das alternativas para faturar desta forma é o programa de Associados Amazon, que é mundialmente conhecido. Através dele, você recebe comissões que variam entre 3 a 15% do valor da compra do usuário. Para grandes produtores de conteúdo, há ainda recursos extras para facilitar a conversão.

Outra possibilidade é a divulgação infoprodutos, como ebooks e cursos. Neste caso, as comissões costumam ser maiores, entretanto, o valor depende do criador do produto.

Entre os principais programas para trabalhar com marketing de afiliados estão a Hotmart, Eduzz e a Monetizze. Ambos contam com comissões que variam bastante e uma infinidade de bons cursos.

2. Crie posts patrocinados para marcas

Os posts patrocinados são uma boa oportunidade de renda para qualquer blog, independente da quantidade de acessos.

Aqui, o que mais importa é a qualidade dos acessos, a fidelidade dos leitores e o quão nichado é seu blog. Quanto mais específico for seu site, mais chances ele tem de ter o tipo de conteúdo que uma marca específica procura.

Para começar, é importante ter um mídia kit e informações de contato atualizadas tanto em seu site como nas redes sociais.

Depois, você mesmo pode entrar em contato com marcas que acha que tem “fit” com seu projeto, ou esperar que as empresas contatem você. 

3. Faça parceria com outros blogs

Toda parceria estratégica costuma render bons frutos, principalmente no ambiente digital. Com isso em mente, firmar uma parceria com outros blogs pode ser uma ótima maneira de começar e apresentar o seu conteúdo para marcas fora da sua bolha.

A parceria pode acontecer de duas formas: a primeira e mais comum é através da troca de links (também conhecidos como guests posts). Isto permite que você alcance mais pessoas através do blog do seu parceiro, e ele através do seu.

Além desta vantagem direta, ter links apontando para o seu blog (chamados de backlink), ajudam a melhorar a autoridade do seu blog e dão uma ajudinha no ranqueamento dos seus artigos e páginas.

Para começar, você pode falar com blogs dentro do mesmo nicho que você e fazer uma troca. Eles escrevem um artigo para o seu blog, e você para eles, ambos com links apontando para seus respectivos blogs.

4. Ofereça conteúdo por assinatura

Quando falamos sobre conteúdo por assinatura, há muitas possibilidades. De paywall aos grupos privados do Facebook, você tem muitas formas de ganhar dinheiro online com o seu blog.

Geralmente, os paywalls são excelentes aliados para blogs que querem aumentar expressivamente os resultados com blog e têm custos mais elevados na hora de publicar um conteúdo.

Sendo assim, as melhores formas (e também mais baratas) de oferecer um conteúdo por assinatura estão em criar uma comunidade exclusiva e benefícios únicos.

Os grupos privados, seja no Telegram ou no Facebook, são uma excelente maneira de recompensar leitores. Nesses canais privados, você consegue colocar prévias de novos textos, disponibilizar materiais exclusivos e, claro, interagir com quem curte os conteúdos.

Indo além dos grupos, as newsletters e podcasts exclusivos estão entre as recompensas mais frequentes. Você só precisa escolher o que é melhor para você e seu público.

5. Use o Patreon e promova conteúdos exclusivos

O Patreon é uma plataforma específica para assinaturas de conteúdos. Dependendo do produtor, existem diferentes “níveis” de membros ou apenas um tipo de assinatura. 

Cada produtor e cada assinatura oferece benefícios diferentes aos assinantes. Alguns oferecem conteúdos exclusivos dentro da plataforma. Outros, que separam a audiência por nível (ou seja, quem paga mais ou menos por mês), oferecem recompensas extras e até mesmo produtos. 

Atualmente, diversos blogs e projetos jornalísticos independentes se mantêm ativos desta forma. 

Para começar no Patreon é fácil. Primeiro você deve se cadastrar e por fim criar um projeto com investimento recorrente. Porém, antes de começar, tenha em mente que o projeto precisa agregar ao seu blog e oferecer algo exclusivo que seja atraente para o seu público.

6. Venda ebooks

Se você produz conteúdo sobre um determinado nicho em seu blog, é muito provável que tenha conhecimento suficiente para criar um e-book. 

Muitos produtores de conteúdo hesitam em criar um e-book ou qualquer outro produto digital porque sentem que já escreveram sobre o assunto no blog ou redes sociais. Entretanto, por mais que você já tenha falado sobre o assunto, ao criar um produto digital você está vendendo algo mais aprofundado e ordenado.

São poucas as pessoas que têm o tempo e energia disponíveis para buscar todos os conteúdos sobre determinado assunto num site, YouTube ou redes sociais. Portanto, ao criar um e-book, você ordena a informação, dá o passo a passo e oferece uma nova perspectiva.

E, quando tem um blog sobre o assunto, ele serve de suporte e pode se tornar seu principal canal de vendas. Essa alternativa é excelente, principalmente para os blogs que têm um público muito segmentado.

7. Venda seus cursos

Os cursos são bastante populares entre os produtores de conteúdo por oferecerem maiores oportunidades de ganho e por, em geral, serem mais didáticos.

Porém, é importante ressaltar que um curso precisa ter um conteúdo único e relevante. Repetir assuntos passados no seu blog ou em outros cursos aumenta as chances de reclamações e, principalmente, avaliações negativas.

Você deve focar em criar um produto que entregue muito valor. Portanto, foque nas principais necessidades e problemas do seu público e em resolvê-los usando sua experiência e seus conhecimentos na área.

Outro ponto igualmente importante é a sua base de leads. Os cursos e infoprodutos em geral só vendem com constante esforço e divulgação. Portanto, pondere se você quer dedicar uma boa parte do seu tempo criando conteúdo sobre o assunto e até mesmo utilizando técnicas de remarketing para manter suas vendas.

8. Promova seus serviços

O blog pode ser uma ótima oportunidade para você promover os serviços que presta. Ao criar conteúdos que resolvam o problema do seu público-alvo e o eduquem sobre seu nicho, você está atraindo inúmeros clientes em potencial.

Seu blog funciona como uma forma de mostrar seu conhecimento e experiência e também de compartilhar cases de sucesso e outras informações que reforcem sua imagem como referência no assunto.

Por exemplo, em um portfólio de design, você se limita apenas a mostrar peças e trabalhos autorais de momentos passados. Já no blog, é possível não só apresentar os cases, como detalhar formas de trabalho e o caminho percorrido para ter determinado resultado. Isto cria muito mais empatia e aproxima seu público de você.

Além de incluir algumas call to actions nos posts, é interessante coletar e-mails para fortalecer sua estratégia de e-mail marketing (veja nossa lista com as melhores plataformas aqui). Além disso, vale estudar funis de venda para fazer um “pitch” dos seus serviços no momento certo, seja num post ou num e-mail para sua lista.

9. Promova seus produtos físicos e sua loja online

Se você tem um e-commerce ou uma loja de dropshipping, pode aumentar suas possibilidades de lucro com um blog.

Ainda assim, vale destacar que também é possível ter um blog e criar uma loja online própria e aumentar seus ganhos. Se você escreve sobre aquarela para iniciantes, por exemplo, pode criar seus próprios produtos para artistas iniciantes e colocá-los à venda numa lojinha do Woocommerce dentro do seu blog no WordPress.

Por fim, vale destacar que para ter mais chances de conversão, é indicado que você use um subdomínio, como seusite.com.br/loja. Assim, fica claro que as vendas estão atreladas ao site e você aumenta a possibilidade de compra por partes dos seus seguidores.

É importante também pensar nas formas de pagamento, e em instalar um certificado SSL no seu site para garantir que não existam problemas de segurança nas compras.

10. Trabalhe como redator freelancer para outros blogs

Ter um blog próprio, autoral e bem ranqueado é uma ótima forma de conseguir fechar trabalhos com outros sites e blogs, além de servir de portfólio.

Não à toa, muitos produtores de conteúdo criam um blog justamente com o objetivo de alcançar marcas com mais visibilidade.

Aqui, você pode conseguir trabalhos entrando em contato com as empresas, revistas ou jornais para os quais gostaria de escrever e enviar artigos do seu blog, ou esperar que empresas entrem em contato com você.

Na prática, você ganha dinheiro com o seu blog indiretamente, usando-o mais como uma porta de entrada para projetos relevantes.

11. Aumente seu tráfego orgânico e ganhe com AdSense

Utilizar o Google AdSense é comum entre os produtores de conteúdo com blog. Porém, os ganhos são expressivos apenas quando os acessos estão na casa dos milhares.

Infelizmente, dificilmente alguém consegue ter um rendimento expressivo no primeiro ano. Mas, existem plataformas que podem te dar um impulso para crescer os acessos do seu blog mais rápido – uma delas é o Pinterest.

Sim, o Pinterest é muito útil na hora de promover e aumentar os acessos orgânicos do seu blog. Isso porque a ferramenta permite associar pins a artigos do seu blog.

Portanto, quando você aumenta as visualizações na rede, maior é a chance de fazer seus acessos crescerem. Como consequência, a posição do seu blog nos mecanismos de busca fica naturalmente melhor e com mais autoridade.

Dica de curso: Pinterest para Blogs, por Laís Schulz

No curso Pinterest para Blogs você aprende a usar a plataforma para crescer o tráfego orgânico do seu blog e aumentar sua visibilidade online.

Nele, Laís Schulz mostra como saiu de 422 visitas mensais para mais de 90.000 visitas por mês com a ajuda do Pinterest.

Você aprende a criar um nicho para seu blog e Pinterest, otimizar seu perfil, fazer pesquisa de palavras-chave, agendar seus pins, entre outras práticas.

Além de aprender como ganhar tráfego orgânico com o Pinterest, você vai aprender aquilo que não deve fazer para não correr riscos de ser banido da plataforma!

12. Venda espaços de anúncios no seu blog

Além do Google AdSense, o seu blog pode vender espaços publicitários e aumentar os ganhos ao longo dos dias. O único porém desta alternativa é a dificuldade extra na hora de fechar negócios.

Espaços publicitários para venda direta compensam bastante, no entanto demandam de mais tempo. No caso dos blogs em seus meses iniciais, a venda dos espaços de anúncios fica ainda mais difícil.

Uma maneira de tornar o processo de venda mais fácil está na automatização de algumas etapas, como a prospecção via email marketing e o envio de mídia kit. Fora isso, fazer a venda casada de posts patrocinados auxilia bastante na hora de vender espaços do blog.

Outra coisa que também auxilia na hora de conseguir anunciantes é estreitar previamente as relações com agências e profissionais de RP de empresas.

Na prática, a manutenção desse relacionamento faz com que o seu blog seja lembrado e, quem sabe, considerado na hora do planejamento de campanhas de marketing.

FAQ – Perguntas Frequentes

A melhor forma de criar um blog é através do WordPress.org. A versão gratuita é limitada, mas funciona muito bem. Caso queira investir um pouco mais, vale a pena comprar um domínio e pagar uma hospedagem. Nesse caso, o WordPress apresenta temas gratuitos e layouts personalizáveis.

Há outras alternativas para começar, contudo o WordPress costuma ser o caminho mais fácil para criar um blog.

Geralmente, os blogs usam links de afiliados e vendem cursos ou ebooks para gerarem receita. Sites voltados às notícias diárias costumam utilizar a venda de conteúdo exclusivo e o programa AdSense.

Ainda assim, nenhum blog fica limitado na hora de gerar receita. Inclusive, todo blog pode utilizar todas as formas de ganhar dinheiro listadas acima.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos como este

Inscreva-se na nossa newsletter

Pode ficar tranquilo, não mandamos spam nem vendemos seu e-mail! Sua segurança está garantida com a gente :)

Precisa de ajuda?

Quer ser freelancer mas não sabe por onde começar? Nós te damos uma mão!